Checagem

Lewis Hamilton não carregou bandeira do Brasil em apoio a atos golpistas; vídeo é de 2021

O vídeo usado na peça de desinformação é de 2021, quando Hamilton realmente carregou a bandeira após ganhar a corrida, numa forma de homenagear seu ídolo na categoria, o piloto brasileiro Ayrton Senna.

Projeto Comprova

- Atualizada em 17/11/2022 às 15h41
Vídeo que mostra o piloto de Fórmula 1 Lewis Hamilton carregando a bandeira do Brasil ao fim do Grande Prêmio (GP) de São Paulo, em Interlagos.
Vídeo que mostra o piloto de Fórmula 1 Lewis Hamilton carregando a bandeira do Brasil ao fim do Grande Prêmio (GP) de São Paulo, em Interlagos. (Foto: Divulgação)

Enganoso

É enganoso que o piloto de Fórmula 1 (F1) Lewis Hamilton tenha carregado a bandeira do Brasil ao final do Grande Prêmio (GP) de São Paulo, em Interlagos, em 2022, e que isso tenha sido um apoio aos atos golpistas que ocorrem no Brasil. O vídeo usado na peça de desinformação é de 2021, quando Hamilton realmente carregou a bandeira após ganhar a corrida, numa forma de homenagear seu ídolo na categoria, o piloto brasileiro Ayrton Senna, morto em 1994, que tinha o mesmo costume.

Conteúdo investigado: Vídeo que mostra o piloto de Fórmula 1 Lewis Hamilton carregando a bandeira do Brasil ao fim do Grande Prêmio (GP) de São Paulo, em Interlagos. Na imagem, lê-se a data 13/11/2022 e as frases “Que emoção”, “Até ele (Hamilton) está com a Nação Brasileira” e “obrigado pelo carinho nossa luta não acabou”.

Apesar de parte dos comentários alertarem que o vídeo foi gravado em 2021, diversos usuários relacionaram o gesto de Hamilton com as manifestações antidemocráticas que estão acontecendo no país atualmente.

| Reproduções de comentários feitos na postagem verificada. 

Onde foi publicado: TikTok.

Conclusão do Comprova: Vídeo publicado no TikTok engana ao sugerir que Lewis Hamilton, piloto de F1, carregou a bandeira do Brasil após o Grande Prêmio (GP) de São Paulo como forma de apoio aos atos golpistas promovidos por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL). As manifestações ocorrem desde o início de novembro, quando o Brasil elegeu Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como o novo presidente. O conteúdo induz os espectadores a pensarem que a gravação é do GP deste ano, realizado no dia 13 de novembro, quando na verdade é da corrida de 2021, que aconteceu em 14 de novembro do ano passado.

Na corrida de 2021, Hamilton venceu e, ao final do GP, pediu a bandeira do Brasil que um dos fiscais de pista carregava. Ele guiou pelo circuito de Interlagos e levou a bandeira para o pódio. Em entrevista, o piloto afirmou que o ato foi uma homenagem ao seu ídolo no mesmo esporte, o piloto brasileiro Ayrton Senna, que morreu em 1994, vítima de acidente durante uma corrida em Ímola, na Itália.

Na ocasião, as imagens de Hamilton com a bandeira do Brasil viralizaram e o piloto recebeu, posteriormente, o título de cidadão honorário do país. Neste mês, antes da corrida de 2022, o piloto foi até Brasília receber oficialmente o título em sessão na Câmara dos Deputados. Além disso, visitou o Morro da Providência, no Rio de Janeiro, a favela mais antiga do país. O piloto ainda deu uma nova bandeira aos fiscais de pista que lhe emprestaram o item em 2021, agora com seu autógrafo.

Enganoso, para o Comprova, é todo conteúdo retirado do contexto original e usado em outro de modo que seu significado sofra alterações; que usa dados imprecisos ou que induz a uma interpretação diferente da intenção de seu autor; que confunde com ou sem a intenção deliberada de causar dano.

Alcance da publicação: O Comprova investiga os conteúdos suspeitos com maior alcance nas redes sociais. Até o dia 17 de novembro, o vídeo no TikTok tinha 94,2 mil visualizações, 12,9 mil curtidas, 553 comentários e 2,9 mil compartilhamentos.

O que diz o responsável pela publicação: O TikTok não permite o envio de mensagens entre contas que não se seguem mutuamente. Entretanto, vários comentários na publicação apontavam que o vídeo era de 2021. Como resposta, a autora da publicação afirmou a estes usuários: “Desculpe! Eu recebi hj e só reportei pq nenhum outro estrangeiro fez isso. Eu fiquei mto emocionada (sic).”

| Reprodução de resposta dada pela autora da publicação a comentários feitos pela audiência.

Como verificamos: Inicialmente, pesquisamos no Google por “Lewis Hamilton com a bandeira do Brasil”. O primeiro resultado é uma entrevista do piloto ao portal GE no dia 10 de novembro, em que ele conta que carregou a bandeira do país, em 2021, como uma forma de trazer esperança em meio a pandemia de covid-19 e homenagear o ídolo Ayrton Senna.

Também encontramos na busca o mesmo vídeo usado na peça de desinformação, publicado em 14 de novembro de 2021, no site Grande Prêmio. E ainda conteúdo falando sobre o título de cidadão brasileiro honorário recebido por Hamilton, publicado no site da CNN Brasil.

Hamilton carregou bandeira na corrida de 2021 e era homenagem para Senna

Em entrevista ao GE em novembro deste ano, Hamilton afirmou que se inspirou em Senna e que carregou a bandeira do Brasil para trazer esperança. “Estávamos passando por uma pandemia, tantas pessoas perderam a vida aqui. Havia uma necessidade de ter esperança. Algo dentro de mim disse ‘vai, pega (a bandeira)’. E pilotei com ela. […] Para mim, foi algo reminiscente de Ayrton (Senna) e seu espírito de corrida. Lembro de quando ele correu aqui, pegou a bandeira e que o Brasil não tinha isso há algum tempo”, disse.

No GP de 2021, Hamilton repetiu o gesto que Ayrton Senna fez pela primeira vez em 1986, no circuito de Detroit. Quando vencia uma corrida, o piloto brasileiro dava uma volta adicional no autódromo com a bandeira em comemoração.

Piloto recebeu título de cidadão brasileiro

Lewis Hamilton recebeu o título de cidadão honorário brasileiro no dia 7 de novembro de 2022, em uma cerimônia no Congresso Nacional. A honraria foi sugerida pelo deputado federal André Figueiredo (PDT-CE) após a vitória do piloto britânico no Grande Prêmio de Fórmula 1 no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, em 2021. O pedido do parlamentar foi aprovado pela Câmara em junho deste ano.

Conforme a CNN, antes da cerimônia, Hamilton disse estar “incrivelmente honrado” por receber o título. “Ao longo da vida, o Brasil ocupou um lugar especial no meu coração. Seja assistindo a Ayrton Senna quando criança, ou vencendo corridas em Interlagos, sempre senti que o país era minha segunda casa”, afirmou o piloto.

Após a homenagem, o piloto britânico publicou um texto de agradecimento nas redes sociais.

Corrida deste ano

Após receber o título de cidadão honorário, Lewis Hamilton divulgou no Twitter um capacete personalizado com o desenho da bandeira brasileira. O equipamento foi usado durante o Grande Prêmio de Interlagos, de São Paulo, realizado no último domingo, 13 de novembro. Capacetes customizados em comemoração à corrida no Brasil também foram utilizados por outros pilotos, como Charles Leclerc e Alex Albon.

O GP de São Paulo foi conquistado pelo inglês George Russell, da Mercedes. Hamilton, colega de equipe de Russell, ficou na segunda colocação. Carlos Sainz, da Ferrari, completou o pódio.

Por que investigamos: O Comprova investiga conteúdos sobre a pandemia, políticas públicas do governo federal e eleições presidenciais que viralizaram nas redes sociais. No momento atual, peças de desinformação como esta checada, que inflamam atos golpistas pelo país, podem tumultuar a democracia.

Outras checagens sobre o tema: Em outras checagens envolvendo Hamilton, a Agência Lupa mostrou que é montagem foto do piloto usando camiseta com imagem de Lula e o Comprova, no ano passado, demonstrou ser falso que Hamilton tenha dito que os brasileiros estão felizes com o governo Bolsonaro.

Na última semana, o Comprova mostrou que foi um deputado, e não o STF, que entrou com notícia-crime contra ministro da Defesa; que vídeo de Janones foi editado para falsamente sugerir que Lula quer acabar com o Auxílio Brasil; e que é falso que levantamento tenha revelado que Bolsonaro roubou R$ 400 bilhões dos cofres públicos.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.