Eleições 2022

PSOL e REDE oficializam apoio à candidatura de Lula a Presidência da República

Partidos estão em federação e decidiram pelo apoio ao ex-presidente Lula na corrida pelo Palácio do Planalto.

Ipolítica com informações do G1

Guilherme Boulos afirmou apoio à candidatura do ex-presidente Lula
Guilherme Boulos afirmou apoio à candidatura do ex-presidente Lula (Divulgação)

A federação que une os partidos PSOL e Rede Sustentabilidade oficializou neste sábado (30), em convenção nacional, apoio à candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Palácio do Planalto nas eleições deste ano.

A aliança também inclui PCdoB, PV, Solidariedade e PSB. Nesta sexta (3), o PSB oficializou a candidatura de Geraldo Alckmin como vice na chapa de Lula. Já a escolha do ex-presidente Lula como cabeça da chapa foi oficializada pelo PT na última semana, em convenção nacional em São Paulo.

O encontro de PSOL e Rede ocorreu em meio virtual e foi aberto apenas para os integrantes da direção da federação, presidida pelo pré-candidato a deputado federal Guilherme Boulos (PSOL).

Boulos informou o resultado da convenção em uma rede social. "Terminamos agora a Convenção Nacional da Federação PSOL/Rede, que tenho a honra de presidir. Agora é oficial: PSOL e Rede compõem a coligação liderada por Lula para derrotar Bolsonaro e mudar o Brasil!", escreveu.

A aliança aprovada será formada por meio de uma coligação. Essa modalidade consiste na união de dois ou mais partidos e possibilita às legendas, entre outros pontos, um incremento no tempo de propaganda gratuita na TV e no rádio, além de mais recursos no fundo eleitoral.

A campanha de Lula e Alckmin espera que, com os apoios formais, a chapa tenha o maior tempo de propaganda eleitoral no rádio e na TV, com início no dia 26 de agosto.

Oficialmente, a divisão do tempo deve ser conhecida somente após o término do prazo para o registro de candidaturas, no próximo dia 15.

Diferentemente da federação, a coligação pode ser desfeita ao final do pleito. A federação formada por PSOL e Rede foi aprovada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 26 de maio – e, com isso, as siglas terão que atuar como um partido unificado por pelo menos quatro anos.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.