Vacina pediátrica

Consórcio Nordeste cobra ''urgência'' na compra de doses infantis da CoronaVac

Colegiado de governadores enviou ofício ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

IMIRANTE.COM

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h33
Uso do imunizante chinês foi aprovado na quinta-feira pela Anvisa
Uso do imunizante chinês foi aprovado na quinta-feira pela Anvisa (Gilson Abreu/AEN)

BAHIA - O Consórcio Nordeste cobrou do Ministério da Saúde urgência na compra de doses para crianças e adolescentes da CoronaVac, fabricada no Brasil pelo Instituo Butantan.

O pedido foi feito em ofício encaminhado diretamente ao ministro Marcelo Queiroga.

"Tal medida deve ser tomada em caráter de absoluta urgência, algo absolutamente compatível com as atribuições deste Ministério", diz o documento do colegiado de governadores.

O uso do imunizante chinês para crianças e adolescentes entre 6 a 17 anos - exceto imunossuprimidos - foi aprovado na quinta-feira (20) pela Agência Naiconal de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Segundo Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, o governo federal ainda não manifestou interesse em adquirir novas doses da vacina. O ministro Marcelo Queiroga já declarou que aguarda a publicação da decisão da Anvisa no Diário Oficial da União (DOU) antes de considerar sua inclusão no Plano Nacional de Imunização (PNI).

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.