Nova alta

Dino critica Bolsonaro e Guedes por novo reajuste dos combustívies

Reajustes desta segunda-feira, 25, foram sido adiantados pelo presidente Jair Bolsonaro no domingo, 24.

Gilberto Léda

- Atualizada em 26/03/2022 às 19h20
Novo preços passam a valer a partir de terça-feira, 26
Novo preços passam a valer a partir de terça-feira, 26 (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

SÃO LUÍS - O governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), foi às redes criticar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ministro da Economia, Paulo Guedes, diante de mais um reajuste dos preços dos combustíveis nas refinarias da Petrobras.

"Irresponsáveis e incompetentes. Não sabem o que fazer e ficam com essa conversa vazia de 'privatizações', como se isso fosse segurar explosão de preços"escreveu o socialista, após o presidente da República sinalizar, ainda no domingo, 24, que haveria um novo reajuste nesta semana, e afirmar que não tem intenção de interferir na política de preços da estatal.

Nesta segunda, 25, a Petrobras confirmou um ajuste de preços da gasolina A e do diesel A para distribuidoras. A mudança passa a valer a partir de terça-feira, 26.

O preço médio de venda da gasolina A da Petrobras, para as distribuidoras, terá reajuste médio de R$ 0,21 por litro, passando de R$ 2,98 para R$ 3,19 por litro, que corresponde a uma alta de 7%.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.