Negligência

Falhas em hospitais são a segunda causa de morte no país

Além das mortes, os eventos adversos impactam cerca de 1,4 milhão de pacientes todo ano.

Imirante.com, com informações da Agência Brasil

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h21
(Foto: reprodução)

BRASIL - Erros como dosagens incorretas de medicamento, mal uso de equipamentos e infecção hospitalar mataram 302.610 pessoas nos hospitais públicos e privados brasileiros em 2016. Foram, em média, 829 mortes por dia, uma a cada minuto e meio. Dentro das instituições de saúde, as chamadas mortes por “eventos adversos” ficam atrás daquelas provocadas por problemas no coração.

A conclusão está inserida no Anuário da Segurança Assistencial Hospitalar no Brasil do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar, produzido pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Além das mortes, os eventos adversos impactam cerca de 1,4 milhão de pacientes todo ano com sequelas que comprometem as atividades rotineiras e provocam, além disso, sofrimento psíquico. Esse efeitos também elevam os custos da atividade assistencial.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.