Pergentino Holanda

Flávio Dino com Covid deve se recolher

Veja também: parceria entre Grupo Dom e Laboratório INLAB / Grupo Fleury e o Réveillon de Luisla e Augusto Bottino em Fortaleza.
PH04/01/2022 às 11h25
Flávio Dino

Ao testar positivo para Covid-19, o governador Flávio Dino se recolhe por alguns dias e só volta à ativa depois que superar os sintomas mais graves da doença.

Enquanto isso ficam parcialmente paralisadas as articulações políticas em torno de sua sucessão, embora tenha se definido pelo vice-governador Carlos Brandão para ser o candidato do grupo liderado por ele.

Como já está vacinado, Flávio Dino não deverá ter grandes dificuldades para enfrentar o vírus.

O governador do Rio, Claudio Castro, também testou positivo para Covid-19. E é a segunda vez que ele contrai o vírus.

Adalberto Teobaldo (Grupo DOM), Eduardo Mottin, Gerente de Negócios e Operações Técnicas do Grupo Fleury no MA, Rodolfo e Gustavo Almeida (Grupo DOM) celebrando a nova parceria com o Laboratório INLAB / Grupo Fleury

DOM firma parceria com INLAB

O Grupo DOM, com oito anos de excelência na prática médica, acaba de firmar parceria com o INLAB Laboratório, marca do Grupo Fleury em São Luís, que passa a estar presente nas unidades DOM da Lagoa e do Cohajap.

O INLAB contava com 23 unidades de atendimento e com as duas clínicas do Grupo DOM passa a dispor de 25 unidades da rede.

Tendo a inovação como um de seus valores, o Grupo DOM inovou quando inaugurou a primeira clínica para a realização de consultas, exames e check-up fora do ambiente hospitalar, com sede na Lagoa. E, atualmente, está com duas unidades, sendo a segunda no bairro do Cohajap.

“Para nós é um orgulho termos a nossa marca associada ao INLAB e ao Grupo Fleury, que é um ícone da medicina diagnóstica no País”, declara Gustavo Almeida, um dos sócios do Grupo DOM.

DOM firma parceria...2

Para o Dr. Edgar Rizzatti, diretor executivo Médico, Técnico e de Negócios B2B do Grupo Fleury, a integração com o Grupo DOM permite ofertar amplo portfólio de exames diagnósticos.

Além dos testes de Análises Clínicas, muitos deles voltados para a investigação de alterações endocrinológicas e hormonais, os clientes também poderão contar com o extenso menu de exames genéticos do INLAB.

O Inlab também está expandindo a atuação da sua coleta domiciliar para as clínicas do Grupo DOM. Por meio do serviço, os clientes podem agendar coleta em casa ou no trabalho para diversos exames de análises clínicas, atendimento que será realizado por uma equipe de especialistas.

Além de garantir comodidade e privacidade, a coleta domiciliar se adequa à necessidade das pessoas com dificuldade de locomoção, por exemplo.

Augusto Bottino e Luisla se esbaldaram na festa de réveillon em Fortaleza

Réveillon em Fortaleza foi só sucesso

Luisla e Augusto Bottino elegeram Fortaleza para romper o ano de 2022. E o fizeram com uma grande e bem sucedida festa em seu hotel Porto das Dunas, que é uma das boas atrações hoteleiras da capital cearense.

O casal levou toda a família para as festas de fim de ano. E também mantimentos, como peixes e mariscos pescados no mar do Maranhão.

Feriadões de 2022

O ano de 2022 contará com seis feriados que podem ser emendados com finais de semana no Maranhão. Neste cálculo não estão as folgas municipais, mas constam Carnaval e Corpus Christi, considerados pontos facultativos.

As datas comemorativas que caem em quinta, sexta, segunda ou terça-feira serão, portanto, quase metade das folgas prolongadas de 2021. No ano passado foram 10.

Em 2022, entre os seis feriadões possíveis estão feriados nacionais, como a Sexta-Feira Santa (15 de abril) e a Proclamação da República (15 de novembro), e regionais, como o 8 de dezembro.

Já o primeiro feriado do ano após o Dia da Confraternização Universal (1º de janeiro), é o de Nossa Senhora dos Navegantes (2 de fevereiro), uma quarta-feira, que também não permitirá feriadão. Dia do Trabalho (1º de maio) e o Natal (25 de dezembro) cairão em um domingo e, da mesma forma, não serão de folga prolongada.

Independência do Brasil (7 de setembro), Nossa Senhora dos Navegantes e Dia de Finados (2 de novembro) também vão cair em uma quarta-feira.

Bastidores das eleições

Este ano será eleitoral e no Maranhão, por ora, os pré-candidatos ao Governo do Estado que estão na lista de escolha do governador Flávio Dino são Carlos Brandão (PSDB), o senador Weverton Rocha (PDT) e o secretário de Estado da Indústria, Comércio e Energia, Simplício Araújo (SD).

Brandão e Weverton travam a disputa mais contundente. No entanto, Dino já declarou apoio pessoal ao primeiro. Mas o pedetista garante que não abre.

Ou seja, essa conjuntura sugere um rompimento. E como o governador anunciou que deixará o mandato em 31 março, ele tem apenas três meses para se decidir.

Fim de fila no Aldenora Bello

Nesta terça-feira, a Fundação Antonio Dino, que mantém o Hospital do Câncer Aldenora Bello, fará a expansão do setor de Radioterapia com a entrega de dois novos aceleradores lineares, eliminando, assim, a fila para início do tratamento radioterápico.

“Essa foi uma árdua luta para dar fim à espera do início do tratamento. Acabamos com a fila. Com a ajuda da sociedade civil do poder público conseguimos por em funcionamento três novos aceleradores. Assim, vamos levar mais qualidade no tratamento contra o câncer no Estado” afirma Antonio Dino Tavares, vice-presidente da Fundação Antonio Dino.

A solenidade de entrega dos dois novos aparelhos ocorreu na área da expansão da Radioterapia nesta terça-feira.

Sobre indústria

Os dados da Sondagem da Indústria de Transformação e Extrativa do Maranhão, do 3º trimestre de 2021, apontaram queda de 5,2 pontos percentuais no nível de atividade do setor quando comparado o 3º trimestre do ano passado, deixando o indicador abaixo da linha dos 50 pontos. Esse declínio ganha mais expressão se for considerado que, em 2020, a estrutura industrial estava muito mais afetada pela pandemia do coronavírus.

A pesquisa foi elaborada pela Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA) em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), no final do ano passado, e considera que valores acima de 50 pontos indicam aumento frente ao mês anterior; valores abaixo de 50 pontos indicam queda; e quanto mais distante dos 50 pontos, maior e mais disseminada é a variação.

Segundo o estudo da Federação, no que tange à Utilização da Capacidade Instalada, a indústria de transformação/extrativa marcou 35,8%, no 3º trimestre, praticamente a metade do que foi registado em igual período do ano passado (62%), quando o efetivo para trimestre era 61,0%. O resultado é uma sinalização de retração na produção.

Sobre indústria 2

Segundo os industriais maranhenses, o preço médio dos insumos e matérias-primas seguiu aproximadamente constante, em torno de 75,0 pontos, mas inferior ao do 2º trimestre (82,5 pontos). Com os preços médios dos insumos em alta, houve um recuo natural na produção. “Verificou-se, ademais, uma tendência de crescimento, desde 2020, fato que pode ter corroborado com a insatisfação dos industriais com a situação financeira e a margem de lucro operacional”, destacou a pesquisa.

Em relação a esses indicadores, a situação financeira, por exemplo, alcançou 40,7 pontos no 3º trimestre/2021, e a margem de lucro caiu para 38,5, ficando, ambos, abaixo da linha de 50 pontos, evidenciando a insatisfação empresarial. Por outro lado, os dados da sondagem trimestral apontam a queixa dos industriais quanto ao acesso ao crédito, que afirmam encontrar dificuldades de obtenção de crédito, realidade comum ao Maranhão (39,6 pontos) e Brasil (40,0 pontos). Em ambos os espaços, o valor do indicador está abaixo da linha dos 50 pontos.

Questionados sobre as facilidades de acesso ao crédito, os empresários da indústria mostraram sua insatisfação ao atribuírem pontuação abaixo da linha dos 50 pontos, o que se mantém desde o 3º trimestre/2019. De acordo com a sondagem, a instabilidade diz bem da insatisfação dos empresários com o sistema financeiro, principalmente nesses períodos de crise pandêmica e de restrições impostas (e ainda não superadas) aos consumidores. Esta situação pode agravar se os índices inflacionários de agora continuarem em crescimento.

DE RELANCE

Bote na virada

O cantor Guto Ximenes deu o que falar na noite da virada. Durante seu show realizado na Tom Music, no bairro Turu, o artista saiu do palco dentro de um bote aquático, carregado por integrantes da produção, e deslizou sobre o público, que servia de mar, aprovando sua investida insólita.

O vídeo com Guto Ximenes navegando sobre um mar de pessoas foi postado nas redes sociais do cantor e em centenas de outras redes sociais, pois quem estava na festa registrou tudo com celulares.

Vem aí ‘Arrastados’

Três anos após uma das tragédias mais tristes da história do Brasil, a jornalista e escritora Daniela Arbex - autora de Todo Dia a Mesma Noite, sobre a boate Kiss – lança o livro Arrastados, que reconstrói o episódio do rompimento da barragem explorada pela mineradora Vale na cidade de Brumadinho, em Minas Gerais.

O rastro de lama, rejeitos de minérios e destruição se estendeu por mais de 300 quilômetros, deixando 270 mortos.

A autora reconstitui as primeiras 96 horas da tragédia por meio de entrevistas e fotografias. O lançamento será em 25 de janeiro, pela Intrínseca.

Revolta armada

O mais recente livro de Abdulrazak Gurnah, vencedor do Prêmio Nobel de Literatura de 2021, será lançado no Brasil no primeiro semestre de 2022 pela Companhia das Letras.

Ambientado no início do século 20, o romance tem como pano de fundo a Rebelião Maji Maji, revolta armada contra o domínio colonial alemão na região da África Oriental.

Da Cor do Pecado volta à telona

A novela “Da Cor do Pecado”, que teve a maior parte das cenas externas gravadas no Maranhão, entrou ontem no catálogo do Globoplay

A feirante Preta (Taís Araújo) e o biólogo Paco (Reynaldo Gianecchini) chegaram ao streaming, com a entrada do folhetim que foi ao ar originalmente em 2004, na Globo (em São Luís, na TV Mirante), e marcou a estreia de João Emanuel Carneiro como autor de telenovelas, além de se destacar por trazer às telas a primeira protagonista negra de uma novela contemporânea e urbana – a Preta de Taís Araújo.

O eixo central da trama que conquistou os telespectadores brasileiros, sendo reprisada duas vezes no Vale a Pena Ver de Novo, é o romance marcado pelas diferenças racial e de classe social vivido pelo casal de protagonistas.

Os dois, além de enfrentarem o preconceito da sociedade acerca da relação, ainda passaram por maus bocados nas mãos da interesseira Bárbara (Giovanna Antonelli), noiva de Paco no início do folhetim, e de seu amante e cúmplice Kaique, interpretado por Tuca Andrada.

Para escrever na pedra:

"Escrever é estar no extremo de si mesmo". (De João Cabral de Melo Neto).

TRIVIAL VARIADO

Sabedoria de uma velha raposa da política local: “É cedo para tratar de alianças. Política é como fruta: a discussão precisa estar madura. Se colher antes está verde, se colher depois fica podre.

Ao entrar em seu último ano de governo, o presidente Jair Bolsonaro vive a angústia de ter de transferir o cargo por algum tempo ao general Hamilton Mourão, se precisar de uma nova cirurgia. Nada mais natural, sendo Mourão o vice-presidente, mas as relações entre os dois estão deterioradas.

Analistas políticos dizem que Bolsonaro não quer Mourão como companheiro de chapa na eleição de 2022 e, em outros momentos, já despachou do hospital para não ter de passar o cargo a um vice no qual não confia.

A saúde do presidente será fator decisivo para sua decisão de concorrer ou não ao segundo mandato. Hoje, Bolsonaro é candidatíssimo, mas se a situação se complicar e ele optar por não disputar, muda o rumo da sucessão.

A decisão sobre fazer uma nova cirurgia será tomada pelo médico Antônio Luiz Macedo, que interrompeu as férias nas Bahamas para atender o presidente. Antes de ver o paciente, Macedo opinou que, provavelmente, a cirurgia será desnecessária, porque o quadro é semelhante ao da última vez que Bolsonaro se internou para resolver um problema de obstrução intestinal.

Caso precise fazer a cirurgia agora ou em algum momento antes de abril deste ano, é Mourão quem assume se Bolsonaro ficar internado sem condições de governar.

A partir de abril, existe a possibilidade de o Brasil ser governado pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux. Ocorre que os primeiros da linha de sucessão (Mourão, Arthur Lira e Rodrigo Pacheco) devem ser candidatos em 2022 e ficarão inelegíveis se ocuparem a cadeira presidencial.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

Selo IVC
© 2019 - Todos os direitos reservados.