Pergentino Holanda

Economia Industrial do Maranhão

E mais: Fabrícia se apresenta no primeiro domingo do ano no Casarão Colonial e a campanha do espaço musical para arrecadar alimentos a serem doados a famílias carentes do Centro Histórico de São Luís.
PH30/12/2021 às 11h37
O presidente da Fiema, Edilson Baldez das Neves

A Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), por meio da Coordenação de Ações Estratégicas, elaborou o estudo “Economia Industrial do Maranhão” para apresentar um balanço conjuntural da economia industrial em 2021 e expectativas formuladas para o novo ano de 2022 no Estado.

Em relação ao Maranhão, a pandemia do novo coronavírus abalou toda a estrutura das atividades produtivas, independente de setor ou porte de empresas, mas o impacto maior se verificou no setor terciário, uma vez que ele responde por 70% do Valor Adicionado Bruto (VAB) da economia, apontou o estudo.

Há que considerar, no entanto, que o fato de vários segmentos da cadeia produtiva da construção terem sido classificados como “atividades essenciais” contribuiu para mitigar os problemas criados pela Covid-19, principalmente em termos de emprego e geração de rendas.

Agregue-se, ademais, como elemento positivo, que o setor agropecuário se manteve praticamente inatingido pela pandemia, e isto propiciou manter a oferta de produtos alimentícios básicos e gerar exportações (caso dos grãos).

Perspectivas de investimentos

No estudo elaborado pela Fiema são apontadas várias perspectivas de desenvolvimento, como o Centro Espacial de Alcântara que tem um plano de desenvolvimento integrado em construção, assim como as perspectivas de exploração de petróleo e gás natural na bacia Pará-Maranhão (potencial de 20 a 30 bilhões de barris de petróleo); a implantação da Zona de Processamento de Exportações (ZPE) que pode ser associada a uma planta de produção de hidrogênio verde no Maranhão, com estudos já em andamento; as possibilidades de produção de Gás Natural Liquefeito (GNL) para uso veicular e industrial; assim como produzir fertilizante no próprio território maranhense a partir da utilização do hidrogênio verde.

“Esforços nesse sentido serão intensificados pela Federação das Indústrias do Estado do Maranhão e demais entidades empresariais, governo do estado e universidades. Superar a crise é necessário, mas não suficiente para voltar a crescer. E 2022 é o marco inicial desse processo de construir as plataformas para um novo crescimento industrial dinâmico, inclusivo e sustentável”, destaca Baldez.

Expectativas para 2022

Estimativas da Confederação Nacional da Indústria (CNI) indicam um crescimento do PIB nacional, em 2021, na ordem de 4,7%, em relação a 2020. Nesse contexto, a previsão é que a industrial de transformação deva crescer em torno de 5,2%. Ressalte-se, contudo, que a base de comparação (2020) foi fortemente afetada pela pandemia.

Para o Maranhão, a expectativa é de um crescimento por volta de 4,1%, segundo dados do IMESC-MA, com grande influência do agronegócio, do comércio/serviços e de um princípio de recuperação da construção civil.

Não se pode, também, deixar de destacar a retomada, nesse ano de 2021, pelo Consórcio Alumar, do processo de produção de alumínio, que criou, de imediato, uma demanda de 500 trabalhadores, abrindo novos horizontes para diversificação dessa cadeia de produção.

Fabrícia vai se apresentar no primeiro domingo de 2022 no Casarão Colonial, no Centro Histórico de São Luís

O mais prestigiado espaço musical de 2021 está pronto para receber o novo ano e tem programação já definida para este domingo, dia 2. O Casarão Colonial, na Rua Afonso Pena, receberá os grupos CDC e Argumento e os cantores Ivan Marques e Fabrícia, além de Erickson Andrade, que fará uma participação especial. Paralelamente, a turma que faz a festa acontecer todos os domingos está engajada em uma campanha solidária para arrecadar cestas básicas a serem doadas a famílias carentes que residem na área do Centro Histórico. Os donativos serão entregues no dia 12 de janeiro de 2022. Na foto, a hostess Ana Sousa Motta com cestas básicas já arrecadadas

Ana Sousa Motta

Chamas e um novo ciclo que se prenuncia

A cidade arde em chamas. As mais altas são invisíveis. Novos ricos disfarçam a solidão comprando a companhia de amigos. Os pobres, como sempre, se contentam com pouco: apenas a vitória do seu time. Ambos, novos ricos e pobres, são tão feios em sua falsa alegria, em sua resistência à melancolia, com suas frágeis canções, com suas caras distorcidas por álcool e risos.

Um novo ano está chegando e as esperanças dos maranhenses e dos brasileiros se renovam, à espera de um novo tempo, de uma nova época de realizações e de alegrias plenas.

O nosso povo é assim mesmo: somos campeões da esperança, da crença de que tudo pode melhorar. Assim, não poderiam se mostrar diferentes neste novo ciclo que se prenuncia.

Dicas de elegância

Festas e mais festas neste final de ano, mas vamos aqui repensar as celebrações menores, em petit comitê, na própria residência.

Toda reunião começa no convite, quer seja impresso, por e-mail ou por telefone. Por isso, é indelicado num encontro casual convidar um amigo para o aniversário.

“Será que se ela não me tivesse visto teria se lembrado de mim?”, pensará ele.

O elegante é avisar que o convite será feito por e-mail ou por telefone com todos os detalhes, respondendo às perguntas quando, onde, motivo, horário e traje.

Dicas de elegância...2

Para o cardápio da festa, convém testar os salgadinhos recomendados, ter provado a receita do prato principal até para fazer correções no tempo de cozimento ou no emprego do queijo ralado, cuja composição com maior teor de sal prejudica um risoto, se o tempero não for usado com cuidado.

Outro ponto a ser levado em conta: convidar um número de pessoas que se sinta confortável e bem acomodado num living, significando oito ou no máximo 18 convivas. (Em reuniões de jovens já é diferente: eles se sentam até no chão).

Se lâmpadas muito fortes esfriam um ambiente, velas necessitam ser harmonizadas com luz elétrica para não ficar muito escuro, se não houver dança na reunião e o encontro é para pôr em dia conversas ligeiras em clima de bom humor.

O som ambiental à chegada dos convidados faz parte das boas vindas. Deve ser de acordo com as preferências da maioria.

Na medida em que os espumantes animam as conversas, servidos na dose certa para ninguém ficar “alto” (cada convidado sabe seus limites), o som vai baixando.

Assim é a festinha íntima de anfitriões atentos.

Parabéns para os aniversariantes do dia

Hoje é dia de festejar fraternos amigos que estão mudando de idade.

Nilson Frazão Ferraz, primeiro maranhense a dirigir a Alumar, uma das maiores fábricas de alumínio e alumina do mundo, completa 69 anos.

O desembargador José de Ribamar Froz Sobrinho celebra os seus bem-vividos 54 anos de idade.

E a defensora pública Rosimar Guimarães Salgueiro também festeja nova idade, 74 anos bem vividos, cercada do marido, filhos, noras e netos.

DE RELANCE

Fabrícia canta no Casarão

A cantora Fabrícia aterrissa no Casarão Colonial no primeiro domingo do novo ano. Ela está na programação de pós-Réveillon daquele espaço, localizado no Centro Histórico de São Luís. Fabrícia apresentará um repertório em homenagem à axé music, um dos ritmos que ela mais gosta. Aliás, todas as vezes que a cantora sobe ao palco do Casarão é aquela festa, para a alegria da turma jovem que bate ponto.

Chuva na virada

As chuvas já começaram a cair sobre São Luís e devem acontecer durante a virada do ano, na noite desta sexta-feira (31). A previsão é do Instituto Nacional de Meteorologia. No último dia de ano, desde o começo até a hora da virada, estão previstas muitas nuvens com pancadas de chuva e trovoadas isoladas. A intensidade dos ventos deve ser fraca. O mesmo quadro também está previsto para o primeiro dia de janeiro. O alerta é para o risco de chuvas intensas, que representam perigo potencial.

Segunda dose

Pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz publicaram estudo sobre vacinas contra Covid-19 usadas no Brasil que aumentam a proteção contra o SARS-CoV-2 em quem já teve a doença previamente. O trabalho foi publicado em formato preprint no site Medrxiv, o que significa que ainda precisa ser revisado por outros cientistas. Os pesquisadores avaliaram 22.565 indivíduos acima dos 18 anos que tiveram dois testes de RT-PCR positivos e 68 mil que tiveram teste positivo e depois negativo, entre fevereiro e novembro deste ano.

Segunda dose 2

Segundo o artigo, a vacinação com as duas doses de AstraZeneca, Pfizer e CoronaVac, ou com a dose única da Janssen, foi capaz de reduzir reinfecções sintomáticas e casos graves da doença em quem já havia contraído a covid-19 anteriormente. A pesquisa mostrou que, quando a vacina requer duas doses, a aplicação da segunda dose de fato elevou o nível de proteção contra reinfecções nos indivíduos estudados.

Luto no sertanejo

A música sertaneja está de luto. O cantor Maurílio, da dupla Maurílio e Luiza, natural do Maranhão, morreu na tarde de quarta-feira (29), em um hospital de Goiânia, aos 28 anos. Maurílio estava internado desde o dia 15 após passar mal durante a gravação de um DVD. Com tromboembolismo pulmonar, teve piora do quadro nas últimas 12 horas, conforme o boletim médico. O cantor teve três paradas cardíacas e precisou ser sedado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Maurílio Ribeiro nasceu em Imperatriz. Ele e Luiza, que é natural de Belo Horizonte (MG), formavam dupla sertaneja desde 2016, quando a cantora foi passar as férias na cidade natal dele e o chamou ao palco para cantar com ela durante o aniversário de uma amiga em comum.

Em Viana

A solidariedade se espalhou por todo o Maranhão neste fim de ano. Um dos exemplos é a iniciativa da farmacêutica esteta Tallyta Damasceno, acostumada a encabeçar ações sociais em vários bairros da capital maranhense. Desta vez, no entanto, a beneficiada será a comunidade de Santaninha do Aguiar, na zona rural do município de Viana. A ação será marcada pela distribuição de 100 cestas básicas e 100 kits de higiene pessoal. A programação incluirá, ainda, brincadeiras e evangelização.

Preço da carne

Quando o presidente Jair Bolsonaro assumiu e deu a Paulo Guedes o comando do Ministério da Economia, em janeiro de 2019, as carnes de primeira e segunda custavam pouco mais da metade de seu valor atual. Segundo um levantamento do Procon-SP, o quilo de um corte nobre da carne bovina chegou a custar, em média, R$ 44,45 em novembro de 2021. Há quase três anos, esse número era de R$ 24,19. Ou seja, desde o início da gestão, houve um aumento superior a 80%. Já a inflação, obtida por meio do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, ficou em 19,29% nesse mesmo período, de acordo com o Banco Central.

Mega da Virada

Com um prêmio estimado em R$ 350 milhões, o apostador da Mega da Virada tem até as 17h desta sexta-feira (31), dia do sorteio, para fazer seu jogo nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa, em todo o Brasil ou pela Internet. Segundo a Caixa, caso apenas uma pessoa acerte as seis dezenas e aplique o valor do prêmio estimado na poupança, receberá no primeiro mês R$ 1,58 milhão em rendimentos. Em sua décima terceira edição, a Mega da Virada 2021 terá o sorteio realizado a partir das 20h. A aposta simples, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

Para escrever na pedra:

“Janeiro está estourando aí, vamos abrir a janela para janeiro com jeito, com habilidade. Não escancarar logo, entende? (...). Descobrir o ano novo como... posso dizer? Como se despe a mulher”. De Carlos Drummont de Andrade (1902-1987).

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

Selo IVC
© 2019 - Todos os direitos reservados.