Em São Luís

Teatro de Vitrine: projeto cultural apresenta espetáculos maranhenses autorais em programação aberta ao público

Esta será a 2ª edição do Teatro de Vitrine, que ocorrerá em São Luís nos dias 29 e 30 de novembro e 01 e 02 de dezembro.
Divulgação / assessoria 25/11/2021 às 10h58
Teatro de Vitrine: projeto cultural apresenta espetáculos maranhenses autorais em programação aberta ao públicoSeguindo as medidas sanitárias em razão da pandemia de Covid-19, serão distribuídas máscaras descartáveis e álcool em gel ao público. (Foto: Divulgação )

SÃO LUÍS - O projeto cultural Teatro de Vitrine (TDV) está de volta para a sua 2ª edição, que será realizada nos dias 29 e 30 de novembro e 01 e 02 de dezembro na capital maranhense. Com uma programação gratuita que conta com quatro espetáculos maranhenses, a iniciativa pretende aproximar o público do teatro autoral que é produzido no Estado.

Leia também:

Projeto leva internos do sistema penitenciário a se apresentarem no palco do Teatro Arthur Azevedo

A 2ª edição do Teatro de Vitrine será realizada no Xama Teatro, localizado no Araçagy, de 29 de novembro a 02 de dezembro. Serão quatro dias de apresentações.

O humorista maranhense Carlos Pulico fará a mediação entre os espetáculos e apresentará seu stand-up comedy ao público, tendo a última noite do evento dedicada apenas à apresentação do artista para fechar a programação.

“A expectativa é que o evento seja incrível, que ele alcance o máximo de pessoas possíveis, principalmente aquelas que não tem o acesso ao teatro de forma rotineira. Fazer parte de um projeto como esse é de uma grande responsabilidade, isso representa um grande passo não só para mim, mas também para a cena do Stand Up no Maranhão.”, compartilha Pulico.

Ação Social

Antes da sessão aberta ao público, os espetáculos serão apresentados para moradores de algumas comunidades da região metropolitana de São Luís, como forma de fomentar o acesso à cultura para crianças e adultos em situação de vulnerabilidade social.

A organização do TDV oferecerá o transporte das comunidades até o local onde será realizado o evento. “Nossa proposta é oferecer ao público valor cultural. Queremos colocar o teatro numa vitrine para que o público maranhense consiga se ver através das produções que serão apresentadas”, explica o ator maranhense e criador do projeto Al Danuzio.

Protocolos

Seguindo as medidas sanitárias em razão da pandemia de Covid-19, serão distribuídas máscaras descartáveis e álcool em gel ao público. A disposição das cadeiras no local seguirá o nível de distanciamento recomendado.

Além disso, o comprovante de vacina contra o novo coronavírus será exigido na entrada do evento.

Veja a programação completa dos quatro dias:

As Três Fiandeiras - 29 de novembro (20h30)

O fazer teatral e a história pessoal das atrizes se juntam às narrativas das rendeiras Das Dores, Chica e Zezé. A história da mãe de Ribamar - Chica, uma rendeira que é mãe de um filho que saiu para pescar em alto mar e não retornou - se entrelaça com o desafio das atrizes: é preciso ir buscar o filho desaparecido assim como é preciso montar um novo espetáculo.

Um Rapaz Apressado – 30 de novembro (20h30)

Um rapaz bate às 2h da manhã na porta de um senhor e pede a mão da filha dele em casamento. Dinamizando o estilo clássico e mesclando com o moderno, o espetáculo promove o encontro de exageros cômicos atemporais.

Tique-Taque – 1º de dezembro (20h30)

Dona Virgínia é muito rígida e seca, valoriza a tradição, enquanto Eva tem o espírito livre, vê o mundo de forma colorida e poética. Destinado a infância, o espetáculo é baseado no afeto, memória e no fantástico universo da vovó e da netinha. Quanto mais o tempo passa, as duas enxergam suas diferenças, se estranham e caminham para uma combinação das suas visões de mundo.

Diário de um Comedor de Leite em Pó – 02 de dezembro (20h30)

Na noite de encerramento, o comediante maranhense Carlos Pulico apresenta ao público o seu mais novo show solo de stand-up comedy.

Sabe aquelas aventuras da nossa infância e adolescência? Aquelas que envolviam irmãos, mãe, pai, primos, amigos de rua… Brincadeiras, travessuras, e os conselhos dos pais e professores… tudo está no show de um jovem maranhense saído de Apicum Açu e da Ilha dos Lençóis que comia escondido muito leite em pó.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.