Pergentino Holanda

Festa para empresários em Brasília

E mais: Gilberto Gil na Academia Brasileira de Letras e a edição 2021 do projeto Conversas com o Audiovisual Brasileiro Experimental.
PH12/11/2021 às 11h29
Os empresários Flávio Rocha, Ana Karin Andrade (presidente do Mulheres Solidárias) e o presidente do Instituto Unidos Brasil, empresário Nabil Sahyoun

Os empresários Helena e Luiz Antônio Ribeiro participaram, na quinta-feira (11), em Brasília, do evento organizado pelo IUD (Instituto Unidos Do Brasil), focado no empreendimento e na geração de empregos. Estavam presentes 350 empresários de diversos setores da nossa economia

Professora Lígia Pinto (FGV), Ana Karin Andrade, e Gabriela Mansur (Promotora de Justiça)
Lígia Pinto (FGV), Júlia Lucena, Ana Karin Andrade e a ex-deputada e empreendedora Aline Correia

Vitória de Gilberto Gil na ABL

Para os maranhenses, em especial, a vitória do cantor, compositor e ex-ministro da Cultura Gilberto Gil para ocupar a cadeira 20 na Academia Brasileira de Letras (ABL), que ficou vaga após a morte do advogado, escritor e jornalista Murilo Melo Filho, em maio de 2020, teve um ligeiro sabor de derrota.

Eleito aos 79 anos, Gil, com 21 votos, derrotou o poeta e escritor maranhense Salgado Maranhão, autor de 12 livros e compositor de músicas de nomes como Ney Matogrosso, Paulinho da Viola e Elba Ramalho, que obteve 7 votos. O terceiro concorrente, Ricardo Daunt, não recebeu nenhum voto.

Uma vida de sucesso

Gil foi um dos criadores do movimento tropicalista, tornou-se uma das vozes mais marcantes da música popular brasileira, virou símbolo de resistência contra a ditadura militar, exilou-se do Brasil, fez um retorno triunfal e ganhou prêmios como o Grammy e o Grammy Latino.

Fora dos palcos, Gil também se notabilizou na política. Foi vereador de Salvador e ministro da Cultura do governo Lula. Em 1999, foi nomeado pela Unesco como Artista pela Paz. No âmbito da ONU, foi embaixador para agricultura e alimentação. Além de ter sido um dos principais defensores da livre circulação de informação na internet.

Gil foi eleito para a ABL pouco tempo depois da atriz Fernanda Montenegro e, assim como ela, não tem a escrita literária como sua principal atividade. No entanto, é coautor de alguns livros, como Gilberto Bem Perto, com Regina Zappa, Cultura pela Palavra, com Juca Ferreira, Disposições Amoráveis, com Ana de Oliveira, e O Poético e o Político e Outros Escritos, com Antonio Risério. Além disso, ele tem poemas e letras reunidas em outros livros.

Mensagem de afeto

Recebi esta mensagem muito carinhosa e que me envaidece bastante, do procurador federal Georgino Melo e Silva, maranhense de Vargem Grande:

“Mestre Pergentino, tenho acompanhado, com grande alegria e entusiasmo, a sua Coluna no Imirante.com. Na oportunidade, apresento os meus cumprimentos pela estupenda e magnífica homenagem que o povo de sua Presidente Dutra lhe concedeu. ‘Os homens devem ser como as árvores, que nascem sobre as raízes, crescem sobre as raízes e morrem sobre as raízes’, dizia Humberto de Campos em carta a Viriato Corrêa, que Josué Montello gostava de citar. Queira receber um forte abraço maranhense e renovador. Georgino”.

DE RELANCE

Conversas com audiovisual

Começou a segunda edição do projeto C.A.B.E – Conversas com o Audiovisual Brasileiro Experimental, de forma on-line, no canal da C.A.B.E no YouTube A programação começou com bate-papo entre realizadores e um dos curadores da mostra, Lucas Murati, seguida pela exibição, às 20h30, dos filmes da Sessão 1 – O Cinema como Contra-Memória. O primeiro filme apresentado é “A Hidra do Iguaçu”, documentário dirigido pela cineasta experimental e pesquisadora no campo da imagem, fotografia e cinema, doutora em Artes (UERJ), a carioca Cristiana Miranda. O filme aponta para um cinema líquido, o gesto de revelar manualmente as imagens no laboratório fotográfico, que faz emergir em seus traços visíveis uma experiência de dilatação do tempo e do espaço.

Estágios no IEL

O Programa de Estágio IEL é um dos serviços de referência do IEL que oferece vagas de estágio em diversas áreas por meio de parcerias estabelecidas com as empresas. Diariamente, o IEL abre vagas para diversos cursos. Segundo a psicóloga do IEL, Ana Sanyele Souza, as ofertas de vagas se concentram nos cursos de formação superior em Administração, assim como Técnico Administrativo, Enfermagem, Mecânica/Eletromecânica e demais cursos tecnólogos. “Os estagiários atuam em várias atividades relacionadas ao que está cursando e que são executadas somente sob a supervisão de profissionais capacitados e/ou que tenham experiência na respectiva área em que o estagiário vai atuar”, explica Sanyele.

Estágios no IEL...2

A psicóloga diz, ainda, que o estágio é a melhor forma de desenvolver conhecimentos, melhorar o currículo profissional e ingressar no mercado de trabalho. Por isso, o programa de estágio IEL antecipa os desafios que o jovem encontrará no mundo do trabalho e ajuda no amadurecimento técnico e comportamental, servindo como mola propulsora para o início da vida profissional. A coordenadora regional do IEL/MA, Michele Frota, acredita que o Programa de Estágio só traz benefícios para quem o implementa. Nos meses de agosto, setembro e outubro, o IEL colocou 219 alunos por meio do programa IEL de estágio em 34 empresas conveniadas.

Festejo da Raposa

Festival de cinema, tambor de crioula, discotecagem, entre outras atividades, fazem parte da celebração do Festejo do Centro Cultural da Raposa, que este ano terá quatro dias de atrações. Localizado no município de Raposa, na Região Metropolitana de São Luís, o Centro Cultural realiza mais uma vez o “Festejo”, projeto composto por programação que realiza edições especiais de alguns dos seus projetos, articulando artistas locais e ocupação criativa de Raposa. Na edição 2021, será realizado nos dias 13, 20, 27 e 29 de novembro. O primeiro dia de Festejo ocorre neste sábado e terá como foco a Feira Solidária, realizada de forma híbrida - presencial no Casa d’Arte e com transmissão simultânea no YouTube. A Live vai contar com interpretação em Libras e apresentação do rapper raposense MC D’Luka.

Para escrever na pedra:

“Eu me amo porque se eu não me amar quem vai me amar?” De Manuel Bandeira, poeta pernambucano.

TRIVIAL VARIADO

Enquanto nomes entram e saem da disputa das eleições de 2022, o vice-presidente, Hamilton Mourão, assiste a tudo de camarote. Vai definir seu futuro político apenas quando precisar fazê-lo.

Passada a onda das disputas e do bom desempenho do Brasil no Japão, centenas de atletas paraolímpicos voltam à rotina de falta de apoio e de sacrifícios para treinar. Agora é a hora de investir, para colher com legitimidade depois.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

Selo IVC
© 2019 - Todos os direitos reservados.