Neste domingo (6)

Tambor de crioula e grupo de capoeira são atrações da Feirinha São Luís

Gastronomia, venda de produtos agroecológicos e artesanato também estão presentes no evento.
Na Mira, com informações da assessoria 05/10/2019 às 11h34
Tambor de crioula e grupo de capoeira são atrações da Feirinha São LuísA feirinha ocorre aos domingos, das 8h às 15h, na Praça Benedito Leite, Centro Histórico da capital. (Foto: divulgação)

SÃO LUÍS - Neste domingo (6), a Feirinha São Luís traz entre suas atrações culturais a Banda Feirinha, tambor de crioula e grupo de capoeira além do MP Trio com a participação de Victor Oliveira e ainda Lene Marque, com a música regional, e Gabriel Ferreira, tocando o melhor da MPB.

Gastronomia, venda de produtos agroecológicos e artesanato também estão presentes no evento que reúne famílias e amigos aos domingos, das 8h às 15h, na Praça Benedito Leite, Centro Histórico da capital.

O local, consagrado por abrir espaço para a diversidade cultural foi palco, no domingo passado (29), do VI Festival Internacional de Folclore e Turismo, um projeto itinerante promovido pela Unesco. Os visitantes puderam apreciar expressões culturais de diversos países tais como: a dança de tribos originais dos EUA, o Balet do México, a Dança típica italiana e claro expressões culturais do Brasil, mais especificamente de Santa Catarina e do Pará.

“Apreciamos um verdadeiro espetáculo cultural. Nossos frequentadores puderam conhecer um pouco de expressões culturais de lugares distantes da nossa capital. Estamos exercendo o nosso papel como agentes públicos e disponibilizando à nossa população bens culturais através da Feirinha São Luís”, disse o secretário da Semapa, Ivaldo Rodrigues.

COMÉRCIO

Além das atrações culturais, a Feirinha São Luís também abre espaço para a geração de renda. Albertina Soares têm 77 anos e há seis meses é presença certa nos domingos de Feirinha São Luís. Com seu carrinho e um sorriso contagiante circula toda Praça Benedito Leite vendendo sucão gourmet. O produto é feito por ela em sua residência no bairro Parque Vitória, município de São José de Ribamar, região metropolitana de São Luís. O dinheiro ela usa para pequenos gastos pessoais. “Eu ganho minhas moedinhas né? É melhor do que estar parada”, disse.

A atividade fez com que ela, aposentada, pudesse se reinserir no mercado de trabalho. “Comecei a vender em casa, minha irmã já trabalhava aqui com a barraca de artesanato e perguntou se eu não queria trabalhar aqui. Fui na secretaria me cadastrei e aqui estou”, finalizou.

Aradiane não conhece outra atividade que não a de feirante. Atividade esta que conheceu por meio de seus pais. Uma espécie de tradição familiar que vai passando de pai para filho. Com muito orgulho relata: “A feira é o meu lugar. Sou feirante há 35 anos. Comecei no Mercado das Tulhas”. A Feirinha São Luís possibilitou a ela um incremento a mais nos rendimentos. “Estou desde o primeiro dia da Feirinha São Luís. Os resultados são maravilhosos. Eu vendo bem graças a Deus. Já tenho meus clientes fiéis”, contou.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.