Dia das Mães

"É um amor infinito", declara mãe que adotou criança com necessidades especiais

O amor entre Madelon Araújo e seu filho Daniel começou a ser gerado quando ela visitou o menino na UTI.
Anne Cascaes e Liliane Cutrim/Na Mira12/05/2019 às 08h00
Madelon e o filho Daniel. / Foto: André Nadler/Na Mira.

SÃO LUÍS - O dia é todo delas e as escolhas também. Afinal, mães não são todas iguais. São as escolhas que as diferenciam. E foi escolher receber mais um filho, mesmo quando já possuía outros três, que tornou a mãe do Daniel, de 7 anos, ainda mais especial.

O amor entre a gerente comercial Madelon Araújo e seu filho Daniel começou a ser gerado não no útero, mas no coração dela, que bateu mais forte assim que chegou à UTI para visitar aquele bebê que já estava internado há 10 dias.

“Eu comecei a conversar com ele, passei a mãozinha nele e ele começou a se mexer. A pediatra chegou pertinho de mim e disse que era a primeira vez que ele estava se mexendo desde que havia chegado lá… então meus olhos na mesma hora se encheram de lágrimas”, relembra Madelon, emocionada.

Madelon e o filho Daniel.

Foto: Divulgação

Com o passar do tempo, Daniel foi se recuperando até receber alta do hospital. Assim que ficou sabendo, Madelon vibrou mas logo foi impactada com uma outra notícia: se ela não ficasse com o bebê, ele poderia ser encaminhado para um local que não teria condições suficientes para cuidar de suas necessidades.

“Foi tudo muito rápido, eu parei e disse: meu Deus, agora vai mudar tudo." Ela conta que saiu do seu trabalho, comprou tudo que o bebê iria precisar de imediato. E então, Daniel saiu do hospital e foi direto para sua nova casa!

Muito debilitado, precisava comer a cada duas horas e receber uma atenção especial, devido aos problemas de saúde que mais a frente seriam diagnosticados. Apesar das dificuldades, com o surgimento de outras complicações na saúde do seu filho e da necessidade de aplicar mais recursos para cuidar dele, o amor de Madelon foi só crescendo e da família inteira também.

Madelon e o filho Daniel. / Foto: Divulgação.

“Ele demorou a falar e a andar. Então os médicos começaram a investigar os motivos desses problemas. Foi quando descobriram que Daniel teve uma parada cerebral quando nasceu, ficando com sequela na mão direita, nos pés e na fala. Então, começamos o tratamento. Mas, quando ele tinha dois anos, descobrimos outro problema, ele tinha uma síndrome rara. Mas, com tudo isso, a gente continua na luta com um amor infinito. Eu faria tudo novamente, não me arrependo nenhum minuto e digo para qualquer pessoa que queira adotar uma criança, é um amor que toma conta da gente. Não é pelo fato de ele ser uma criança especial que muda, pelo contrário, multiplica o amor mais ainda”, declara a gerente comercial.

Madelon e o filho Daniel.

Foto: Divulgação

No Dia das Mães, Madelon reforça que o amor transforma as pessoas, principalmente, quando vem de alguém especial, que já teve tantos diagnósticos negativos, mas sempre está feliz e pensa em ajudar os outros.

“A definição dele como criança e com todos os diagnósticos que ele recebeu, nos transformou também. E cada pessoa que passa pela vida dele se transforma, porque o Daniel tem muito carinho para oferecer, principalmente com os idosos. Ele sempre quer ajudar um idoso quando vê, ele beija, dá a mão, ajuda a descer uma rampa… é muito lindo. E tem duas coisas que ele sempre fala para mim: ‘Mãe, quando eu crescer vou ser médico para ajudar o vovô e a vovó. E também vou ser jogador de basquete’. Não tem como não amar tudo isso no meu filho. Eu faria tudo novamente”.

Madelon e o filho Daniel. / Foto: Divulgação.

E o recado que Madelon Araújo deixa para as mulheres neste Dia das Mães é: “Não tenha medo de adotar, por mais que seja especial, é um amor duplicado, uma transformação incrível”.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.