Apresentação

Espetáculo A terra chora ganha sessão nesta quinta, em São Luís

Apresentação ocorrerá na Casa de Nhozinho, na Praia Grande.
Na Mira09/03/2017 às 10h34

SÃO LUÍS - A relação entre o sagrado, a natureza e a vida formam o ponto de partida do espetáculo A terra chora, que ganha os palcos maranhenses durante todo o ano de 2017. Nesta quinta-feira (9), a peça será apresentada na Casa de Nhozinho, localizada na Praia Grande, a partir das 19h. A entrada custa R$ 20.

Baseado na cultura indígena e com referências diretas à escrita do jornalista e escritor uruguaio Eduardo Galeano (falecido no dia 13 de abril de 2015), o espetáculo, uma realização do Grupo Teatrodança, encara a tarefa de expor, ao público, a relação profunda do indivíduo com a natureza e como os seres se conjugam para garantir a vida no planeta.

Surgida há alguns anos, a ideia do espetáculo foi abraçada pelo falecido escritor, que concedeu os direitos de uso de O Livro dos Abraços. Mas, na lentidão que o processo exigia, os direitos acabaram retirados com a morte de Galeano. Após o acolhimento do Instituto Gurdjieff, em Belo Horizonte, o projeto ganhou novo ritmo e firmou raízes, que foram se desenvolvendo até alcançar participações especiais.

Somaram-se ao projeto o cineasta e músico Ramusyo Brasil, e os musicistas João Simas e Luciano Linhares - participações decisivas para incorporar as sonoridades rítmicas que captassem, com louvor, a angústia da civilização indígena em permanente extermínio.

A terra chora, uma epifania das formas de vida somada aos pensamentos de Gurdjieff com a cultura indígena, tem direção assinada por Júlia Emília e, além dela, o dançarino-criador Victor Vihen na atuação.

Para mais detalhes do espetáculo, clique aqui.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.