Dose de Quinta

Deus me livre gostar de você

O texto vem acompanhado de uma trilha sonora sugerida pelo autor.
Bruno Magno, especial para o Na Mira23/02/2017 às 20h35

A gente se detesta-pelo menos é o que todo mundo diz. E sempre que alguém diz: “Eu nunca vou ficar com você”, por fim, fica. Mas sempre há a exceção que, nesse caso, prova a regra. A questão não é nem não ficar com você. A questão é gostar de você. Ficar? Até ficaria. Talvez um, dois ou, no máximo, uns cinco meses. Dia, sim, e no outro, sim. Mas gostar de você? Deus me livre disso!

Deus me livre gostar da sua barba mal feita e de seu cheiro de sabonete barato. Deus me livre gostar da sua mania de mandar áudio, explicando coisas banais, com aquele tom sedutor que só gente teimosa sabe fazer– Na verdade, você fala assim com todo mundo. Daí, a gente fica na dúvida mesmo se é natural, ou se é parte de um plano maior – que Deus me livre ser vítima!

Deus me livre, hipoteticamente, marcar um jantar com você na terça e um jantar no sábado e esses oito dias – Eu falei , oito? – Calma, não é dezoito? – Droga, são quatro dias. Eternos, diria. Alguém importante vai morrer, vai decretar luto na sexta. E de lá vai pra domingo. Isso sempre acontece comigo. Deveria marcar domingo. Domingo ninguém morre. Domingo é o dia que todo encontro dá certo. Mas domingo não é dia de sair de casa. Todo mundo espera uma coisa de um sábado à noite, mas domingo? Só alguém desesperada. O que certamente não é o meu caso.

Deus me livre gostar de sua falta de etiqueta, travestida de simplicidade e dessas piadas bregas, que tanto o fazem sorrir. Ainda que, porventura, eu decore uma ou outra, porque (admito!) o som da sua gargalhada exagerada é uma delícia. Por falar em exagero, você adora as extremidades.

É um estar perto que afoga, feito um mar que me engole e me cospe na ressaca. É um estar longe que sufoca, feito o efeito do ar, quando se está longe do mar. É rarefeito ou efeito raro? Deus me livre da sua falta de tato com sentimentos e da sua inteligência excitantemente insuportável em qualquer discussão. Você e essa necessidade de saber tudo, ser tudo. Deus me livre… disso tudo?

Sugestão de trilha sonora do autor:

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.