Beleza

Micropigmentação: descubra os cuidados com a manutenção

O procedimento tem a capacidade de valorizar os traços do rosto e corrigir imperfeições.
Divulgação 04/03/2013 às 10h45

A micropigmentação conquistou muitas mulheres por ser uma opção fácil, principalmente, para quem não tem tempo para retocar a maquiagem no dia-a-dia. Além disso, o procedimento tem a capacidade de valorizar os traços do rosto e corrigir imperfeições, sendo também muito utilizada como complemento de cirurgias plásticas, na reconstrução do complexo auréolo-mamilar, camuflagem de cicatrizes e manchas de vitiligo.

Entre as técnicas de micropigmentação mais solicitadas destacam-se a maquiagem para delinear os olhos, o preenchimento e correção das sobrancelhas e a auréola dos seios, por mulheres que enfrentaram câncer de mama ou cirurgias no local. “A micropigmentação também conhecida como maquiagem definitiva tem como objetivo embelezar e corrigir. Ela pode ser utilizada para maquiar os lábios, contorno da boca, definir as pálpebras e sobrancelhas. Lembrando que o recurso é eficaz, em especial, quando é destinada a camuflar algumas imperfeições estéticas do rosto”, explica a micropigmentadora Vanessa Silveira, mestra em Micropigmentação Fio a Fio 3D, diretora do Instituto Vanessa Silveira.

Como é feita a técnica?

A técnica é feita por meio de um dermógrafo com agulhas e ponteiras descartáveis, sendo que o processo dura de 30 a 60 minutos. Para corrigir imperfeições ou fazer a maquiagem, a especialista utiliza pigmentos elaborados com alta tecnologia à base de pigmentos naturais e vegetais, que são facilmente penetrados na pele. “Muitos pacientes ficam preocupados com a agulha e imaginam que o tratamento causa dor. Porém, isso não acontece. É possível apenas sentir algumas picadinhas indolores. E nos pacientes que possuem sensibilidade maior pode ser aplicado um anestésico para impedir o incômodo pelo movimento da agulha”, afirma a micropigmentadora Vanessa Silveira.

Por isso, é fundamental escolher um profissional qualificado para minimizar o risco de dor e outras complicações durante o procedimento.

Quem pode fazer?

A micropigmentação é indicada para todas as mulheres que se preocupam com a estética e desejam realçar a beleza. Porém, a técnica é contraindicada para quem tem problemas com diabetes e apresenta taxa de glicose elevada. Além disso, a micropigmentação não deve ser feita por pessoas que estão em tratamento de quimioterapia ou radioterapia.

Conserve a beleza da micropigmentação

A micropigmentação tem a finalidade de elevar a autoestima, proporcionar bem-estar pessoal, melhorar a qualidade de vida, tudo isso fazendo a mulher economizar tempo para dedicar-se às suas atividades sem ter de se preocupar em retocar a maquiagem e disfarçar imperfeições. A técnica pode durar de seis meses a cinco anos, no entanto, esse período depende de diversos fatores.

“A duração da micropigmentação pode chegar a cinco anos. Porém, quando a técnica completa dois anos pode ser necessário realizar um retoque devido ao processo de renovação celular. Os tons da pele, tratamento de clareamento com ácidos e exposição ao sol também podem interferir e reduzir a duração da micropigmentação”, informa.

Por isso, é importante manter alguns cuidados para garantir uma durabilidade maior. “Após a micropigmentação, é necessário evitar o sol por três dias, usando protetor solar na região e evitando, ao máximo, o calor (inclusive do secador). Pois, o calor dilata os poros e o pigmento pode se espalhar e comprometer o resultado”, alerta Vanessa Silveira.

Também é importante seguir outros cuidados básicos indicados pela micropigmentadora Vanessa Silveira, confira:

• Não molhar por 48 horas no caso de sobrancelha;

• Evitar tomar sol durante 30 dias;

• Não frequentar sauna, piscina e mar nos primeiros sete dias;

• Não utilizar cremes compostos de ácido no local da micropigmentação;

• Evitar usar maquiagem até formar a cicatrização;

• Resistir à tentação de não arrancar a casquinha que se forma, pois o correto é deixá-la cair naturalmente;

• Não consumir frutos do mar;

• Só lavar a área com soro fisiológico ou água boricada nas primeiras 24 horas;

• Não beijar ou tocar os lábios no travesseiro, em caso de micropigmentação nos lábios.

Para ler mais notícias do Na Mira, clique imirante.com/namira. Também siga o Imirante no Twitter e curta nossa página no Facebook.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.