Estética

Acabe com as olheiras por meio da micropigmentação

Com a micropigmentação é possível atingir resultados semidefinitivos.
Imirante, com informações da Assessoria 03/12/2012 às 09h56

A correria do dia a dia é a maior inimiga da beleza. Estresse, poluição, má alimentação, falta de tempo para beber água ou passar o protetor solar e tudo isso se reflete na pele. Um dos sinais que mais incomodam, talvez porque são bastante visíveis, são as olheiras. Elas denunciam o cansaço, uma noite mal dormida e até aquela tristeza que bate em plena TPM (tensão pré-menstrual) e te faz chorar, assistindo um filme romântico na TV.

Qual de nós já não passou por isso? Sabe-se, porém, que se livrar das olheiras não é muito fácil. Se as marcas ficam muito fundas e arroxeadas, às vezes, é necessário conviver com elas. Pois, a maquiagem pode disfarçar e apenas tratamentos estéticos conseguem atenuá-las. No entanto, uma nova técnica promete dar uma mãozinha no problema, corrigindo as odiadas olheiras: a micropigmentação.

“O método consiste em aplicar pigmentos na segunda camada da pele, atenuando a cor forte que as olheiras trazem a esta região, esta mesma técnica de micropigmentar a pele é feita em outras regiões para corrigir pequenas falhas, por exemplo, corrigir falha das sobrancelhas e realçar o contorno dos olhos”, explica a micropigmentadora Vanessa Silveira, mestre em Micropigmentação Fio a Fio 3D, formada pela Long time Liner- Contore Make Up, em Munique, Alemanha.

No entanto, para garantir um resultado harmonioso, alguns cuidados são essenciais. É preciso ter um conhecimento profundo sobre maquiagem e colorimetria para que o resultado seja plenamente satisfatório. Nem todas as Dermopigmentadoras estão aptas a fazer esta técnica. Além das habilidades técnicas, a sensibilidade estética do profissional e a utilização de material de alta qualidade (pigmentos importados, dermógrafo e agulhas descartáveis) são condições fundamentais para definir o sucesso do trabalho.

Como funciona

Com a micropigmentação é possível atingir resultados semidefinitivos, que podem durar, em média, dois anos. “A técnica envolve a implantação de pigmentos sob a epiderme para cobrir as olheiras. Seria o mesmo efeito que poderia ser obtido com um corretivo, mas bem mais uniforme natural e com melhores resultados em relação à durabilidade”, destaca Vanessa. Imagina não ter de preparar a pele diariamente antes de sair para o trabalho e a balada? Por isso, quem aposta nessa técnica ganha também em conforto e autoestima.

A micropigmentação é feita com um dispositivo chamado dermography, similar à máquina usada nos estúdios de tatuagem, porém a penetração da agulha atinge a derme em um nível bem menos profundo. Com o procedimento, dá para se livrar do temido ‘efeito panda’ e conquistar uma luminosidade maior no rosto, destacando a região dos olhos.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.