Raízes ancentrais

Tudo pronto para o Festival Ayó de Música Negra

Evento acontece nesta sexta-feira (20), no Convento das Mercês.

Evandro Júnior

Tambor de Taboca da Casa Fanti Ashanti
Tambor de Taboca da Casa Fanti Ashanti (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS - O I Festival Ayó de Música Negra do Maranhão, realizado pela Associação Cultural Pé no Chão, acontece nesta sexta-feira (20), no Convento das Mercês (Desterro). O objetivo é valorizar a música negra produzida no Maranhão e o protagonismo de artistas negros locais. 

Está tudo pronto e o lineup reseva atrações para todos os gostos: Tambor de Crioula de Taboca, da Casa Fanti Ashanti –Abanijeum; DJ Pedro Sobrinho; Bumba Meu Boi de Leonardo; Samba de Mina; Bloco Afro Akomabu; Célia Sampaio; Criola Beat, e o Show Ayó e Mulheres de Axé.

“Será um encontro ancestral de vertentes musicais e nuances diferentes, do reggae, samba, afoxé e músicas gestadas pela feminilidade que ecoam suas raízes, e as sonoridades do nosso povo”, explica a cantora Andréa Frazão, idealizadora do evento e integrante da Associação Cultural Pé no Chão.

O projeto concorreu com mais de 400 inscritos na chamada Petrobras Cultural - Múltiplas Expressões. Após um rigoroso processo de avaliação das propostas de todo o Brasil, foram selecionadas 15 iniciativas de dez estados brasileiros, sendo uma delas o Festival Ayó. 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.