Turnê

Kaê Guajajara lança turnê 'Kwarahy Tazyr', com shows em São Luís

Show da nova turnê da artista serão realizados em São Luís neste sábado (10) e domingo (11).

Na Mira, com informações da assessoria

- Atualizada em 08/09/2022 às 11h59
Kaê Guajajara.
Kaê Guajajara. (Foto: Tayná Sampaio)

SÃO LUÍS - ‘Kwarahy Tazyr’, primeiro disco completo de Kaê Guajajara, lançado em 2021, ganha agora mais palcos nacionais com a turnê patrocinada pela Natura Musical. Show da nova turnê da artista serão realizados em São Luís neste sábado (10) e domingo (11).

Para abrir os caminhos dessa circulação, Recife recebe a cantora, no Teatro do Parque, dia 09/09. Na sequência, já em São Luís, artista ocupa a Casa d'Arte no sábado, 10/09, e Chão SLZ no domingo, 11/09. Em Manaus, a agenda acontece 16/09 no Casarão de Ideias e 18/09 no Te Encontro na Barroso. Em cada apresentação, um artista local será convidado por Kaê Guajajara. Novas datas serão anunciadas, ainda este ano, no Rio de Janeiro e São Paulo.

Totalmente acessível em libras, o show ‘Kwarahy Tazyr’ apresenta um formato inédito para a compreensão do público surdo, onde todas as canções foram gravadas pela intérprete de libras Leid Alves. Ela ressalta que, geralmente, o intérprete de libras é posicionado na lateral do palco, presencialmente, e, dependendo do tamanho do evento ou festival, o público surdo não consegue visualizá-lo. "Com a interpretação em libras em um telão, todo público surdo será verdadeiramente contemplado na experiência ao vivo”, finaliza.

Ainda como atração, Kaê Guajajara apresentará, em algumas cidades, o show sincronizado ao seu recente lançamento: o primeiro álbum visual indígena da música brasileira, com direção de Kandú Puri e realização do selo artístico indígena Azuruhu.

Expoente da Música Popular Originária (MPO) e nascida em Mirinzal, no Estado do Maranhão, Kaê Guajajara se mudou para o complexo de favelas da Maré (RJ) ainda criança e teve sua vida marcada por preconceitos e racismo por conta de seus traços e origem. Mais que uma expressão artística, ela vê na música uma forma de resistir e se manifestar contra o silenciamento dos povos originários imposto pelos colonizadores e perpetuada até hoje pelos seus descendentes.

“A circulação nacional da Música Popular Originária é essencial para celebrar a vida e a arte dos povos indígenas, ainda homenageados como folclore, mas pouco reconhecidos como potência contemporânea para um diálogo primordial que é o do bem viver coletivo”, diz Kaê.

‘Kwarahy Tazyr’ significa “Filha do Sol” em zeeg’ete, língua do povo indígena Guajajara, e oferece uma nova perspectiva sobre a colonização a partir de composições oriundas dos sonhos de Kaê - uma técnica ancestral de se receber os cantos. A artista aborda em suas composições uma realidade que vai muito além do noticiário e das lutas dos povos aldeados pela demarcação de terras. Aqui, ganha protagonismo a vivência daqueles que cresceram sem-terra por conta do conflito com invasores e se exilaram nas favelas das capitais brasileiras ou mesmo dos que já nasceram nelas por terem suas gerações separadas pela colonização. 

 A turnê ‘Kwarahy Tazyr’ e o documentário "Vivências Invisíveis: autoestima para além das margens" foram selecionados pelo programa Natura Musical, por meio do Edital 2022, ao lado de nomes como Jup do Bairro, Os Tincoãs, Ventura Profana, Marujos Pataxó e Raidol. Ao longo de 16 anos, a Natura Musical já ofereceu recursos para mais de 140 projetos no âmbito nacional, como Lia de Itamaracá, Mariana Aydar, Jards Macalé e Elza Soares.

 “Este projeto, assim como os demais selecionados pelo edital Natura Musical, tem a potência de gerar impacto positivo no ecossistema onde está inserido. Isso se traduz em ações de inclusão, sustentabilidade, apoio à diversidade e educação. São pilares fundamentais para as mudanças que desejamos vivenciar no mundo”, afirma Fernanda Paiva, Head of Global Cultural Branding.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.