Michaela Jaé Rodriguez

Globo de Ouro premia atriz trans pela primeira vez

No Instagram, a estrela da série "Pose" celebrou a conquista.
Na Mira10/01/2022 às 15h26
Globo de Ouro premia atriz trans pela primeira vezA artista venceu o prêmio de Melhor Atriz em Drama para TV por sua interpretação de Bianca Rodriguez em Pose. (Foto: divulgação)

EUA - Após polêmicas envolvendo a premiação, o Globo de Ouro 2022 premiou pela primeira vez uma atriz trans neste domingo (9). A estrela da série "Pose", Michaela Jaé Rodriguez, recebeu o troféu na categoria de melhor atriz em série de drama.

A estatueta também é uma novidade para a série "Pose". Lançada em 2018, a produção nunca havia conquistado um prêmio na celebração que tem como objetivo eleger os melhores do cinema e da TV por meio da Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA, em inglês).

MJ Rodriguez já havia entrado para a história por ter sido a primeira mulher trans a ser indicada ao Emmy na categoria principal de atuação. A atriz, de 31 anos, usou as redes sociais para comemorar a vitória com os fãs. "Esta é uma porta que está se abrindo para muitos jovens talentosos. Eles verão que isso que isso é mais do que possível. Eles verão que a jovem garota negra latina de Newark, que tinha um sonho, um sonho de mudar a mente dos outros com amor. O amor vence. Para meus jovens bebês LGBTQAI, estamos aqui! A porta está aberta. Agora, alcancem as estrelas.", comentou MJ.

Um dos destaques dessa edição do Globo de Ouro foi o seriado Succession. A produção ganhou nas categorias Melhor Ator em Série na categoria Drama, Melhor Atriz Coadjuvante e Melhor Série na categoria Drama. Já o troféu de Melhor Filme de Drama foi conquistado por Ataque dos Cães, de Jane Campion.

Acusações e polêmicas

O Globo de Ouro 2022 foi realizado sem público e sem transmissão pela TV. Após denúncias que acusam a premiação por racismo, sexismo, bullying e corrupção, uma das maiores festas de Hollywood teve uma crise de credibilidade por causa da ausência de representatividade em suas indicações e premiados.

Por causa das acusações, empresas como a Netflix, Amazon Studios e até a NBC, emissora que transmite o evento, não participaram premiação esse ano. O canal chegou a publicar um comunicado sobre o cancelamento da transmissão. “Continuamos a acreditar que a HFPA está comprometida a uma reforma significativa. No entanto, mudança dessa magnitude leva tempo e trabalho, e sentimos fortemente que a HFPA precisa de tempo para fazer isso direito. Assim sendo, a NBC não vai transmitir o Globo de Ouro de 2022. Presumindo que a organização execute seu plano, temos a esperança de estar em uma posição para transmitir o evento em 2023”, explicou a emissora.

Alguns atores também se posicionaram sobre o caso. O ator Mark Ruffalo falou sobre o motivo da sua ausência na premiação. "É desencorajador ver a HFPA, que ganhou proeminência e lucrou com seu envolvimento com diretores e atores, resistir à mudança que está sendo pedida por vários grupos que foram destituídos por causa de sua cultura de segredo e exclusão”, enfatizou.

As acusações foram iniciadas por meio de uma investigação realizada pelo jornal “Los Angeles Times”, que apontou a ausência de membros negros na organização. A Associação de Imprensa Internacional de Hollywood (HFPA), responsável pela votação, composta por pouco de 100 escritores de entretenimento ligados a publicações estrangeiras, tentou rapidamente fazer mudanças e contratar novos integrantes, em uma tentativa de renovação, mas continuou recebendo críticas no setor artístico.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

Selo IVC
© 2019 - Todos os direitos reservados.