Tragédia

Durante entrevista, Xuxa pede desculpas à família de Mondragón

O fã Hernán Mondragón, morreu após conhecer Xuxa pessoalmente.
Na Mira21/09/2018 às 21h32
Durante entrevista, Xuxa pede desculpas à família de MondragónXuxa postou texto emocionante de despedida ao fã argentino nas redes sociais. (Foto: Divulgação)

Na última quarta-feira (20), um fã argentino, identificado como Hernán Mondragón, de 40 anos, morreu após sofrer uma parada cardíaca ao conhecer a eterna "Rainha dos Baixinhos" Xuxa Meneghel.

Saiba mais: Fã de Xuxa morre de emoção após encontrar a ídola na Argentina

Em entrevista ao jornal argentino Clarín, a apresentadora brasileira deu mais detalhes sobre o ocorrido: "oi muito difícil porque ele era uma pessoa muito conhecida, por mim, por todos os seguidores, por todos os fãs, era uma pessoa que sempre me acompanhou. E na última vez que eu fiz o programa aqui na Argentina, eu guardei o rostinho dele de sofrimento por eu ter que terminar o programa. Juro por Deus que passei dias pensando nisso, nessa carinha dele de sofrimento. A única coisa que ele realmente queria era continuar próximo a mim"

Relembrando o momento da tragédia, Xuxa disse que pensou ser apenas um susto e que tudo fosse ficar bem com Hernán Mondragón.

"Então, quando eu vi que ele tinha passado mal, que ele tinha caído em cima de outras pessoas, nós tentamos colocar essas pessoas de pé de novo, mas ele ficou lá, e eu não pude ir com ele porque as pessoas poderiam pisar nele. Nunca me passou pela cabeça que o pior iria acontecer, pensei que tudo ficaria bem porque é uma carinha que eu via o tempo todo. E quando eu cheguei no carro, eu já vi a ambulância, tirando a maca e eu perguntava para as pessoas como ele estava e as pessoas diziam que ele estava bem, que estava tudo bem”, comentou a apresentadora.

Ao encerrar a conversa com os jornalistas argentinos, Xuxa contou como foi receber a notícia do falecimento do fã.

"Me senti muito mal por não poder fazer nada, mas eu queria ter feito algo. peço desculpas à família. Hoje eu soube que a mãe e o pai dele também já haviam morrido de parada cardíaca com 48 anos, um e 46 anos, a outra. Talvez seja uma questão de família. Mas não importa. Ninguém poder fazer nada é o pior”, finalizou.

Assista:


Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.