Por trás das câmeras

Após casos de assédio, empresa de Harvey Weinstein declara falência

Acusações de assédio contra o produtor causaram a situação.
Na Mira26/02/2018 às 09h05
Após casos de assédio, empresa de Harvey Weinstein declara falência

MUNDO - Desde o mês de outubro do ano passado, quando começaram a ser revelados vários casos de assédios que teriam sido cometidos por Harvey Weinstein, a imagem do produtor vem sendo prejudicada. E, junto com ele, a empresa que carrega o seu nome.

A The Weinstein Company fez um anúncio em que declara seu estado de falência, após acordos que foram impossibilitados de serem aprovados.

Leia também: Atriz relata que foi estuprada pelo produtor Harvey Weinstein

"Enquanto reconhecemos que este é um resultado infeliz para nossos funcionários, credores e vítimas, o conselho administrativo não tem outra escolha. Nos próximos dias, a empresa se preparará para falência, com o objetivo de receber o valor máximo na corte", informaram em nota.

Há duas semanas atrás, um processo foi aberto pelo procurador geral de Nova York, Eric T. Schneiderman, para pedir que a compra da empresa acompanhasse compensação adequada às vítimas e proteção dos funcionários da empresa.

Saiba mais: Polícia está investigando Harvey Weinstein após denúncias de crimes sexuais

No ano passado, começaram as acusações contra o produtor Harvey Weinstein e, logo em seguida, vários outros casos foram revelados, incluindo o de Kevin Spacey, demitido de House of Cards.

Você também pode se interessar:

Após demissão por assédio, Kevin Spacey é acusado de racismo

Kevin Spacey é acusado de outros casos de assédio

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.