Cinema

Documentário brasileiro é premiado no Festival de Cannes

O filme “Cinema Novo”, de Eryk Rocha, levou o troféu de melhor documentário.
Imirante.com / Na Mira21/05/2016 às 14h00

Antes de mais nada, vale lembrar que Eryk Rocha é filho do ilustre diretor brasileiro Glauber Rocha, que dirigiu grandes filmes nacionais. No documentário premiado, Eryk reuniu em uma colagem de fragmentos de 130 clássicos brasileiros filmados entre 1955 e 1975, a produção é um resgate de cenas que imortalizaram o movimento estético do cinema latino-americano. Tendo a ditadura como temática central, Eryk saiu do 69º Festival de Cannes com o troféu L'Oeil d'Or, dado ao melhor documentário do evento.

Tal pai, tal filho! Parece que Eryk herdou mesmo o dom para o cinema do pai. Em entrevista o diretor afirmou que ama o cinema brasileiro. “Não quis fazer um filme historicista e sim uma busca por aquela energia criadora de uma geração que amava o cinema e amava o Brasil”, afirmou Eryk. No júri que premiou o documentário brasileiro estava Gianfranco Rosi, ganhador do Urso de Ouro do Festival de Berlim deste ano.

Ainda tem mais filmes brasileiros concorrendo premiações internacionais este ano. Na expectativa para a premiação da Palma de Ouro deste domingo estão: o longa Aquarius, de Kleber Mendonça Filho, e o curta A Moça Que Dançou Com o Diabo, de João Paulo Miranda Maria. A divulgação dos ganhadores será neste domingo e, pode-se dizer que o Brasil está muito bem representado.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.