Comportamento

Veja quatro dicas para começar 2016 com energias renovadas

As dicas são Pico Iyer, autor do livro A arte da Quietude.
Imirante Imperatriz, com informações da assessoria06/01/2016 às 14h03

Neste início de 2016, vale reservar um tempo para refletir sobre seu ano que passou e sua vida. Seguindo essa ideia, Pico Iyer, autor do livro A arte da Quietude, explica em sua obra a importância do ato de parar para apreciar a beleza da vida, em especial em um mundo dominado pela urgência do movimento. Para ele, mais importante do que viajar e conhecer o mundo é dedicar-se a não ir a lugar nenhum, manter-se em silêncio e desconectar-se, para voltar a se conectar com a sua essência.

Pensando nisso, reservamos quatro dicas para começar 2016 com energias renovadas e em paz consigo mesmo, que são detalhadas no decorrer de sua obra que faz um convite à aventura de viajar rumo a lugar nenhum.

Reserve 30 minutos do seu dia para a quietude: “A necessidade de estar num espaço vazio, fazer uma pausa, é algo que todos nós já sentimos um dia”, diz Pico. Segundo ele, é preciso sentar-se calmamente durante 30 minutos todos os dias, sem fazer nada. Ter esse tempo de reflexão é uma maneira de renovar diariamente as energias e compartilhar isso com os outros. "Esse espaço de tempo, que representa 3% do nosso tempo de vigília, pode transformar e iluminar os outros 97%", garante Iyer. Ele ainda reforça que, “só quando vou a lugar nenhum, sentado em silêncio ou deixando a mente relaxar, noto que os pensamentos espontâneos que surgem são muito mais criativos e revigorantes do que os que busco conscientemente”.

Saia da rotina: De acordo com Pico, é preciso ter coragem para sair da rotina. “Apenas quando sentamos em silêncio, percebemos que isso nos aproxima das outras pessoas”, diz. Não é necessário que você viaje ou visite lugares inusitados. Sair da rotina, indica reservar um tempo, que pode ser durante uma caminhada, uma pescaria, estar simplesmente sentado ou até mesmo fazer uma esteira na academia. “O objetivo de armazenar quietude não é enriquecer o santuário no topo da montanha, mas sim trazer calmaria para a agitação do mundo moderno”, acrescenta o autor.

Use a tecnologia com moderação: A tecnologia nos permite acessar muitas notícias e dados diariamente. Para Pico, “quanto mais fatos jorram sobre nós, menos tempo temos para processar cada um deles”. Nós estamos conectados 24 horas por dia, em inúmeros lugares do mundo ao mesmo tempo e “próximos” de muitas pessoas. Porém, segundo o autor, quanto mais nos aproximamos dos outros com o uso das novas tecnologias, mais nos afastamos de nós mesmo. Por isso é tão importante reservar um momento do seu dia para a quietude. Pico conclui seu livro dizendo: “No mundo de hoje, onde impera a velocidade, nada é mais revigorante do que ir devagar. Numa época de distração, nada é mais enriquecedor do que prestar atenção. E numa época de movimento constante, nada é mais urgente do que permanecer parado, sentado em silêncio”.

Cuidado com o estresse! Para ele, essa agitação de diária em que vivemos não dá a oportunidade de avaliar sua vida e saber se você está realmente feliz. E o estresse, está muito ligado a toda essa agitação. Pico cita em sua obra, William James, o psicólogo mais sábio da América, que afirma que, “a maior arma contra o estresse reside em nossa habilidade de escolher um pensamento, e não os lugares que visitamos”, ao contrário do que muitos dizem. Para a grande maioria, é necessário fazer grandes viagens e sair do seu habitat natural para fugir do estresse. Pico ressalta que, “quando me afasto do barulho e das distrações, começo a me escutar e a perceber que é muito mais relaxante ouvir do que dar voz a tantos pensamentos e preconceitos que me fazem companhia 24 horas por dia”.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.