Morte de Delfino Alves

"O Maranhão perde mais um astro da cultura popular" diz folclorista Osório Neto

Osório Neto lamentou a morte do cantador popular Delfino Alves.
João Rodrigues/ Imirante Imperatriz02/01/2016 às 19h10

IMPERATRIZ – O folclorista e produtor cultural Osório Mendes Neto lamentou, no início da noite deste sábado (2) a morte do cantador popular Delfino Alves, 77 anos.

Osório Neto, que é presidente da Ong, Instituto Sotaque, disse que o Maranhão perdeu mais um astro da cultura popular.

“No ano passado perdemos o Mestre Humberto, do Boi de Maracanã, e agora o seu Delfino Alves, que muito fez pela Festa de Santos Reis aqui em Imperatriz. Deixo minhas condolências à família em nome do nosso trabalho da cultura popular maranhense, da Companhia Sotaque e fazedores dessa arte”, lamentou.

O folclorista disse que espera dos familiares de Delfino Alves, enquanto devotos de Santos Reis, que mantenham a tradição e que o público possa reconhecer essa manifestação cultural em Imperatriz.

“Apesar de não ter sido reconhecido como mestre da cultura popular, pela falta de divulgação do seu trabalho, mas a gente pode outorgar ele como mestre, assim como dona Francisca do Lindô, que fazem a cultura popular do Maranhão”, ressaltou Osório Neto, lembrando que a morte do cantador hoje (2), quase no Dia de 6 de janeiro, Dia de Santos Reis.

“Hoje, dia 2 de janeiro, o mês dos Santos Reis e eu tenho a certeza que ele realizou o seu legado aqui na terra tanto é que está morrendo no mês da festa do Reisado”, concluiu Osório Neto.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.