Expoimp 2015

Guilherme & Santiago emocionam no encerramento da Expoimp

A dupla fez um show animado, no melhor estilo sertanejo.
Angra Nascimento / Imirante Imperatriz13/07/2015 às 11h02
Um grande público compareceu ao parque de exposições na última noite. (Foto: Angra Nascimento/ Imirante Imperatriz)

IMPERATRIZ – Com uma apresentação contagiante, a dupla goiana Guilherme & Santiago fez o encerramento da 47ª Exposição Agropecuária de Imperatriz (Expoimp), na noite desse domingo (12), no melhor estilo sertanejo. Os artistas apresentaram show da turnê comemorativa aos 20 anos de carreira. Cobertura fotográfica.

Os irmãos, que chegaram cedo ao Parque de Exposições Lourenço Vieira da Silva, subiram ao palco a 0h50. Animados, eles entoaram a dançante Solteiro sim, sozinho nunca, do disco Tudo tem um porquê, na abertura, seguida de Solta na balada, e emendaram o clássico Só falta você, sequenciada da apaixonada Jogado na rua.

Não ficaram de fora hits como Mete sua boca na minha, Bolo doido, E daí? Alegre e triste, Do outro lado da cidade e a nova Meia noite e meia. Durante a performance dos sertanejos não faltou interação com o público, brincadeiras e muita música.

Simpáticos os irmão atenderam fãs e imprensa antes do show. (Foto: Angra Nascimento/ Imirante Imperatriz)

Antes de subir ao palco, eles falaram com a reportagem do Na Mira, sobre retornar a cidade depois de tanto de tempo. “Tudo que demora um pouquinho fica com mais saudade. A gente estava morrendo de saudade, realmente. Quando a gente viu na agenda que ia voltar, ficamos muito felizes, e mais, ainda, de sabermos que a nossa música continua tocando por aqui”, garantiu a dupla.

Sobre o sucesso das músicas Jogado na rua e Meia noite e meia, os cantores definem como uma carência de música de qualidade. “Quando gravamos o Jogado na rua, foi realmente uma aposta, pois vinha contra o que o mercado estava absorvendo, porém agradou muito o público. Então, resolvemos apostar noutro modão, e gravamos meia noite e meia, que graças a Deus está tendo uma boa repercussão”, disse Santiago.

Os sertanejos ainda brincaram dizendo já perderam a conta de quando vezes foram jogados na rua. “Muitas vezes, mas só depois da meia noite e meia”, descontraiu os gatos que são casados, e que apesar do assédio, se mantêm com o pé no chão. “O assédio faz parte e gente lida bem com isso”, ressaltou Guilherme.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.