No É De Casa

Simone fala sobre divórcio da irmã Simaria

Cantora também relembrou do período em que a irmã ficou doente.
Na Mira25/09/2021 às 13h37
Simone fala sobre divórcio da irmã Simaria Foto: Divulgação

BRASIL - Os fãs de da dupla Simone e Simaria ficaram emocionados com a declaração feita por Simone, na manhã deste sábado (25), no É De Casa.

Simone marcou presença no quadro Promessas e falou sobre o período difícil que passou quando a irmã ficou doente, em 2018, além de comentar sobre o divórcio de Simaria e sobre a infância difícil das duas.

Em abril de 2018, Simaria recebeu o diagnóstico de tuberculose ganglionar. Isso, somado a uma inflamação no estômago, acabou fazendo com que ela se afastasse dos palcos no segundo semestre do mesmo ano, de modo que Simone seguiu com a agenda de apresentações sozinhas - período que descreve como um dos mais difíceis de sua carreira:

"Achei que meu psicológico ia faltar, minha cabeça ia parar. Eu continuei a fazer o meu trabalho sem ela, mas todas as vezes que eu olhava e não via ela, destruía meu coração. Eu perguntava para Deus: Quando ela volta para mim, para perto de mim?", disse Simone.

Diante disso, a cantora decidiu dar uma pausa no cronograma, o que relatou ter sido melhor para sua saúde mental. Assim, ela aguardou pela recuperação da irmã em cara, orando por sua saúde.

"Depois de seis, oito meses, Deus trouxe ela de volta pra perto de mim e o maior presente é cantar com a minha irmã. Eu creio que vim nessa terra com a missão de cuidar dela, amar, proteger. Ela é muito importante na minha vida", desabafou Simone.

Simone também comentou sobre o recente anúncio de que Simaria e Vicente Escrig haviam decidido se divorciar. De acordo com ela, a irmã está lidando bem com a situação - que acabou aproximando ainda mais as duas e também seus filhos:

"Graças a Deus ela está muito feliz e nós estamos cada vez mais unidos. Nossos filhos se amam muito, a gente se ama muito. E ela está muito feliz", disse a cantora.

Outro assunto abordado pela cantora foi a infância difícil das duas irmãs. Ela relembra a dificuldade da família em conseguir dinheiro para se manter, situação que só piorou com a morte do pai:

"Foi uma fase muito dolorosa da nossa vida. Eu perdi meu pai, meu pai foi enterrado como indigente porque a gente não tinha dinheiro para fazer o velório. Os amigos que compraram o caixão do meu pai. Ele faleceu de um infarto e foi muito sofrido aquele tempo ali. Era como se tudo ficasse cinza e eu, muito pequenininha, perguntava para Deus por que eu estava passando por aquilo, como ia ser, o que eu ia comer no dia seguinte.A gente morava em barraco de tábua. E Deus, no tempo dele, mudou a minha história, ele me prometeu, disse pra mim um belo dia que tudo ia mudar e que eu confiasse", disse a cantora.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.