Perfil Falso

Polícia investigará fake news criada contra Ludmilla

A cantora foi acusada de trair sua companheira, a dançarina Brunna Gonçalves.
Imirante.com26/05/2020 às 17h59
Polícia investigará fake news criada contra LudmillaLudmilla foi acusada por meio de um perfil falso que estava mantendo um caso com a modelo fotográfica Thaissa Cavalcante (Foto: Reprodução / Facebook)

BRASIL - De acordo com o advogado de Ludmilla, José Estevam Macedo Lima, a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) está esperando apenas a cantora apresentar os documentos que provam o crime de fake news para que seja iniciada a investigação sobre o caso. "Protocolamos a petição contendo notícia-crime com as provas anexadas, agora o delegado irá instaurar o inquérito para apuração dos fatos e identificação dos responsáveis pelas práticas ofensivas contra a honra da artista", disse José Estevam.

A artista foi acusada por meio de um perfil falso que estava mantendo um caso com a modelo fotográfica Thaissa Cavalcante. Os prints mostravam conversas ainda com Ohana Lefundes, dançarina da Anitta. Após a divulgação da suposta traição, a conta responsável pela acusação foi deletada.

Após saber sobre o boato que foi espalhado nas redes sociais, a assessoria de Ludmilla divulgou uma nota oficial comentando sobre o assunto. "="A cantora esclarece através de sua assessoria de imprensa que o conteúdo a respeito dos supostos diálogos envolvendo duas mulheres que, de forma indevida usam seu nome, são inverídicos. A cantora está muito bem casada e focada em seu mais recente lançamento, o EP 'Numanice', relatou a assessoria de Ludmilla.".

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.