Patrimônio Cultural do Brasil

Iphan fará live sobre Teatro de Bonecos Popular do Nordeste

A live tem objetivo de dar visibilidade à práticas culturais.
Na Mira, com informações do Iphan18/05/2020 às 08h33
Iphan fará live sobre Teatro de Bonecos Popular do NordesteA transmissão poderá ser acompanhada pelo Youtube e redes sociais do Iphan. (Foto: divulgação/Iphan)

BRASIL - Patrimônio Cultural do Brasil desde 2015, o Teatro de Bonecos Popular do Nordeste, manifestação marcante nos Estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e do Distrito Federal será o tema da ação PatrimônioCultural #EmCasa, que ocorre nesta terça-feira (19), às 10h.

A live poderá ser acompanhada aqui.

A iniciativa do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em parceria com detentores de bens registrados no âmbito federal, tem buscado dar visibilidade a práticas e saberes de mestres e mestras da cultura popular por meio de transmissões online realizadas pela internet.

Mas a arte dos bonecos de Mamulengo, Cassimiro Coco, Babau e João Redondo, que encanta públicos de todas as idades e de diversas partes do país, se fará presente durante a apresentação online do mestre popular Chico Simões.

Aprendiz de mestres nordestinos como Carlinhos Babau, Solón, Chico de Daniel, Saúba, Zé de Vina, Fernando Augusto e outros, o mestre bonequeiro do Distrito Federal revela que entendeu que, a melhor forma de aprender sobre essa arte, era convivendo com esses mestres brincantes. “E esse conhecimento vai entrando na gente sem nem percebermos como isso acontece”, afirma.

Chico Simões vai falar nesse bate papo ao vivo um pouco sobre essa prática cultural considerada uma brasilidade explícita pelo Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural. E é mesmo. Pois o Brasil é o único país das Américas que apresenta um Patrimônio Cultural desta natureza: uma tradição teatral encenada com bonecos, realizada por artistas populares e que perdura no tempo, enraizada na vida social e que, ainda hoje, encontra e produz sentidos nas comunidades. Tradições semelhantes só são encontradas atualmente em países do Oriente e da Europa como o Teatro de Sombras chinês; o Karagoz, da Turquia, o teatro de marionetes Ningyo Johruri Bunraku, do Japão; o siciliano Opera dei Pupi; e o Wayang, da Indonésia.

A ação PatrimônioCultural #EmCasa também promoverá um bate-papo virtual sobre a Literatura de Cordel, quando os versos dos poetas sairão do papel para navegar pelos gigabites da rede de computadores tendo como destino a casa das pessoas. As edições anteriores mostraram um pouco da cultura do Carimbó paraense, das Matrizes Tradicionais do Samba do Rio de Janeiro, do Samba de Roda do Recôncavo Baiano, do Fandango caiçara, manifestação paranaense e paulista, além do Cavalo-Marinho pernambucano e da Viola de Cocho, ativa nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.