Arte e cultura

Reggae é eleito Patrimônio Imaterial da Humanidade

A Unesco defende que o reggae conserva intacta toda uma série de funções sociais básicas da música.
Na Mira30/11/2018 às 11h33
Reggae é eleito Patrimônio Imaterial da HumanidadeBob Marley. (Foto: reprodução)

BRASIL - A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) declarou o reggae, ritmo cultural jamaicano, como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

O fato, além de representar um avanço, simboliza também a valorização e reconhecimento artístico "A sua contribuição à reflexão internacional sobre questões como injustiça, resistência, amor e condição humana destacam a força intelectual, sociopolítica, espiritual e sensual deste elemento do patrimônio cultural", explicou a organização em comunicado.

A Unesco defende que o reggae "conserva intacta toda uma série de funções sociais básicas da música - veículo de opiniões sociais, prática catártica e religiosa - e continua sendo um meio de expressão cultural do conjunto da população jamaicana".

O reggae, que nasceu em meados dos anos 60, floresceu em meio a um país marcado pelos traços da pobreza. Incorporado, também, ao movimento Rastafari, sistema que ganhou força nos anos 3, o ritmo carrega desde suas raízes o grito de resistência da cultura africana.

Dos guetos da Jamaica, a música passou a ser um reflexo de um país que, mesmo com o fim da escravidão, não conseguia dar condições dignas de vida para sua periferia. O reggae passou a ser uma forma de expressar essa frustração.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2018 - Todos os direitos reservados.