Polêmica

Anitta é detonada na internet após seguir perfil que apoia Bolsonaro

A polêmica começou após a cantora seguir uma amiga que apoia o candidato.
Na Mira19/09/2018 às 20h31
Anitta é detonada na <i>internet</i> após seguir perfil que apoia Bolsonaro"É um direito meu não querer opinar sobre política", disse Anitta nas redes sociais. (Foto: Divulgação)

Anitta é uma das cantoras mais importantes do Brasil, a artista é a segunda brasileira mais seguida no Instagram e também é conhecida por se posicionar sobre causas feministas e LGBTQ+.

Tudo começou há alguns dias quando um movimento tomou conta do Brasil, conhecido como #EleNão, o movimento é contra o candidato Jair Bolsonaro e também cobra de artistas que faturam com o famoso "pink money" (dinheiro ganho por causas LGBTQ+) a se posicionar sobre o assunto, mas a polêmica tomou grandes proporções nesta quarta-feira (19), após a cantora seguir um perfil na rede social que apoia o candidato Jair Bolsonaro. Logo, fãs da artista começaram a pressionar Anitta para falar abertamente sobre o seu voto.

Anitta por sua vez, se recusou a se posicionar politicamente e pediu por mais respeito, a cantora afirmou que pertence a comunidade LGBTQ+. A cantora também justificou o follow no perfil que apoia o candidato Jair Bolsonaro, dizendo ser uma amiga de longa data.

Confira:






A cantora também publicou vídeos em seus stories na rede social, reafirmando que: "Não sou obrigada a fazer campanha política para ninguém".

Assista ao vídeo:

Rapidamente a hashtag "#AnittaIsOverParty" foi parar nos assuntos mais comentados do Twitter, e fãs continuam pedindo para que a cantora se posicione politicamente, falando ser uma questão não somente política, mas também moral. Outros dizem que, a cantora só estaria interessada no "pink money".






Anitta também chegou a publicar um texto na noite desta quarta-feira (19), se posicionando um pouco mais sobre o assunto, dizendo ser contra o ódio e a intolerância, voltando a defender causas LGBTQ+ e feministas.

"Essa sou eu. Eu sou contra a violência, contra a discriminação de qualquer espécie. Sou contra o ódio e a intolerância. Sou a favor da igualdade de gênero, contra a homofobia e o racismo. Defendo a liberdade do outro de decidir o que fazer com seu corpo. Através da minha arte tento contribuir com o que posso para vivermos num mundo melhor e mais igualitário. Anos de trabalho na minha carreira de cantora em que apoiei de diversas maneiras as idéias que acredito não vão ser apagados por não querer me envolver com política, pelo menos não para mim. Eu sou brasileira e quero que nosso país melhore assim como cada um de vocês. Eu nasci pobre e com muito esforço tenho conquistado meu caminho. Sofri por ser funkeira, favelada e ainda sofro por ser mulher. Eu não queria sofrer ainda mais com tanto ódio e ataques. Vivemos tempos difíceis e é esse o meu desejo. Qualquer coisa diferente do que citei acima não tem meu apoio, obviamente. Respeitem o próximo e suas decisões. Isso sim vai ajudar a sermos uma sociedade tolerante. Nós somos esse país", escreveu a cantora.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.