Saúde Mental

Setembro Amarelo: alerta para a saúde emocional

Fundadora da Associação pela Saúde Emocional de Crianças reforça importância da Educação Emocional para promoção de saúde mental de crianças e jovens.
Na Mira, com informações da Assessoria26/09/2017 às 15h40
Setembro Amarelo: alerta para a saúde emocionalSegundo informações da OMS, 90% dos casos de suicídio poderiam ter sido evitados. (Foto: Reprodução)

BRASIL - Dados do Mapa da Violência 2017, baseados nos indicadores do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde, apontam que a taxa de suicídios entre jovens e adultos de 15 a 29 anos registrou alta de quase 10% em 12 anos. A Organização Mundial de Saúde (OMS) elenca o ato como a terceira causa de morte entre adolescentes. O Brasil responde pela oitava posição em números absolutos no mundo. Para alertar a população sobre este problema de saúde pública, desde 2014, setembro foi escolhido para ampliar a discussão sobre a importância de prevenir o suicídio, e assim iniciou-se a campanha do "Setembro Amarelo" que, entre várias ações, ilumina em amarelo alguns monumentos significativos de locais públicos, como já se tornou amarela a estátua do Cristo Redentor no Rio de Janeiro em 2015.

Leia também:

Transtorno Bipolar: especialista esclarece dúvidas sobre a doença

Segundo informações da OMS, 90% dos casos de suicídio poderiam ter sido evitados e, para isso, é fundamental a divulgação de informações que desmistifiquem o tema e disponibilizar serviços de ajuda a quem necessita de amparo.

Mas, muito mais eficaz que implementar ações de prevenção, é educar para promover saúde emocional de crianças, desde cedo. De acordo com Tania Paris, fundadora da Associação pela Saúde Emocional de Crianças (Asec), o cuidado com a saúde emocional infantil é fator de proteção para evitar comportamentos autodestrutivos, inclusive comportamentos suicidas. "Se durante a infância a criança aprender a lidar positivamente com as dificuldades, essa competência as acompanhará pela vida toda, tornando-as mais aptas a enfrentar problemas e evitar crises na adolescência e na idade adulta", esclarece.

A Asec é uma entidade sem fins econômicos, com equipe multidisciplinar e atividades que promovem saúde emocional para crianças, professores, pais e adultos em geral. Atuando desde 2004 com o programa educacional Amigos do Zippy e seus subprodutos, a associação já beneficiou mais de 300 mil pessoas no Brasil.

Sobre a Asec

A Associação pela Saúde Emocional de Crianças (ASEC) é uma entidade sem fins econômicos, com equipe multidisciplinar e atividades que promovem saúde emocional para crianças, professores, pais e adultos em geral. Atuando desde 2004 com o programa educacional Amigos do Zippy e seus subprodutos, a ASEC já beneficiou mais de 300 mil pessoas no Brasil. A implementação dos programas é feita por meio de parcerias com secretarias municipais ou estaduais de educação, escolas particulares, entidades educacionais, empresas, centros de assistência social, fundações e institutos interessados em viabilizar a educação emocional no Brasil.

A Asec realiza avaliações do impacto de sua intervenção em todos os públicos que participam de seus programas e cursos, comprovando sua eficácia. A associação é reconhecida como Entidade de defesa dos Direitos Humanos pela Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo e é registrada no Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente do município de São Paulo. Sua metodologia de capacitação de educadores em Educação Emocional foi reconhecida pelo MEC como Metodologia Educacional promotora da Educação Integral e Integrada.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.