Financiamento

Mais R$ 10,22 milhões para o audiovisual brasileiro

Oito longas de ficção e uma série documental foram selecionados.
Na Mira, com informações da Ancine26/08/2016 às 08h23

BRASÍLIA - A Agência Nacional do Cinema (Ancine) e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) divulgaram nova lista de projetos para cinema e televisão que receberão investimentos do Programa Brasil de Todas as Telas. Oito longas-metragens de ficção e uma série documental foram selecionados entre os inscritos nas chamadas públicas do Programa que operam em fluxo contínuo e receberão um total de R$ 10,22 milhões em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA).

Pela Chamada Pública Prodecine 2/2013, na qual empresas distribuidoras inscrevem projetos de produção de longas, quatro projetos foram selecionados: Aos nossos filhos, de Maria de Medeiros, e O diretor, de Heitor Dhalia, apresentados pela Reserva Nacional; Jesus Kid, de Aly Muritiba, apresentado pela Ludwig Maia Arthouse; e Curva de rio sujo, de Felipe Bragança, apresentado pela distribuidora Tucumán.

Outros quatro longas-metragens foram beneficiados por meio da Chamada Pública Prodecine 04/2013, que assegura recursos para o reforço do orçamento de produção: Berenice Procura, de Allan Fiterman; O fantasista, de Roberto Studart e Ecila Pedroso; O pergaminho vermelho, de Nelson Botter Jr; e Dona Flor e seus dois maridos, de Pedro Vasconcelos.

O Programa, também, anunciou investimentos em uma série documental para a TV por assinatura. Beneficiado na Chamada Pública Prodav 1/2013, a série Coreógrafos: o desenho da dança no Brasil, da AIUE Produtora e Editora, terá exibição inicial no canal Arte 1.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.