Desabafo

Dedé lamenta: "Só vão me homenagear quando eu morrer"

O humorista desabafou sobre a falta de trabalho na TV.
Alessandra Castro/ Na Mira24/05/2014 às 15h00

E o humorista Dedé Santanna deu uma entrevista emocionada neste fim de semana para a jornalista Patrícia Kogut, do jornal O Globo. Dedé, de 78 anos, afirmou que não tem um dia na sua vida no qual não se sinta deixado de lado e esquecido pelo público e emissoras de televisão. "Gostaria de estar mais ativo na televisão. Falo com minha mulher: se ficar em casa, fico velho. Sinto que só vão me homenagear só quando eu morrer. O Vídeo Show começou a fazer uma calçada da fama, em que o artista bota a mão no cimento, e nunca me convidaram. Nem o Faustão. Ele deve estar esperando eu morrer para fazer homenagem. Eu me sinto deixado de lado”, desabafou o ator. E a mágoa de Dedé também se estende ao cinema: “Além de atuar, dirigi e fiz o roteiro de alguns filmes dos Trapalhões e nunca fui valorizado no cinema. Nunca me chamaram para um prêmio de reconhecimento no Festival de Gramado, nem sequer para assistir", finalizou o humorista cheio de ressentimentos.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.