"Dia Mundial da Voz"

Rouquidão e pigarreado excessivos podem ser sinais de problemas

Brasil é o segundo país com maior incidência de câncer de laringe, segundo a OMS.
Na Mira, com informações de assessoria16/04/2014 às 09h30

SÃO LUÍS – Diariamente, grande parte das pessoas se esquece da importância da voz. Sem ela, 70% dos brasileiros não teriam como exercer plenamente suas funções, pois a utilizam como instrumento de trabalho. Entre eles, estão políticos, jornalistas, professores e líderes religiosos.

A partir de uma iniciativa brasileira, que foi seguida pelo mundo inteiro, o dia 16 de abril foi escolhido para comemorar o "Dia Mundial da Voz". Nesta data, a Sociedade Brasileira de Laringologia e Voz quer chamar a atenção da população para a necessidade de cuidar bem dela a fim de evitar problemas mais graves, como o câncer de laringe.

Segundo o coordenador do serviço de fonoaudiologia de um hospital em São Luís, Cleyton Amorim, "a voz é produzida pelo ar que sai dos pulmões, passando pelas pregas vocais produzindo o som, que é amplificado e modelado pelo aparelho fonoarticulatório (lábios, língua, palato mole, palato duro, dentes e protuberância alveolar) que também dá características da personalidade, idade, sexo, dentre outras".

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) atestam que o Brasil é o segundo país com maior incidência de câncer de laringe, perdendo apenas para a Espanha. Além disso, os gastos com problemas de saúde vocal são altos, segundo levantamento feito em professores, em que 2% destes, afastam-se das salas de aula por problemas relacionados à voz, gerando um custo de 100 milhões de reais por ano.

Cleyton Amorim aconselha que qualquer alteração no aparelho fonador necessita de um diagnóstico detalhado. "Apresentando qualquer rouquidão, por mais de 15 dias, o paciente deve procurar um fonoaudiólogo para um diagnóstico mais preciso. Também podem ser sintomas de problemas mais sérios e precisam de atenção o cansaço e dor ao falar, perda da voz, pigarro e dificuldade de engolir", orienta o profissional.

Ainda de acordo com o fonoaudiólogo, as principais consequências provenientes dos abusos vocais são os nódulos vocais (nodulações semelhantes a calos) e edemas (inchaço das pregas vocais).

Neste sentido, estes problemas, diagnosticados pelo fonoaudiólogo e/ou otorrinolaringologista, são trabalhados em conjunto pelos profissionais e o tratamento pode variar em cada caso, podendo ser baseado em medicamentos, fonoterapia ou cirurgias.

Cuidados

Para manter a voz saudável, Cleyton Amorim recomenda às pessoas que evitem a ingestão de bebidas alcoólicas, alimentos gordurosos, café, refrigerantes ou qualquer derivado de cafeína, falar ou gritar muito, fazer o uso de spray, tossir ou pigarrear.

Além disso, o coordenador da fonoaudiologia do Hospital São Domingos, recomenda a ingestão de bastante água, para lubrificar as pregas vocais e alimentos leves e ricos em fibra. "A voz é muito importante para a comunicação e necessita de cuidados", aconselha.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.