Celebridades

Karina Bacchi critica atitude de Giovanna Ewbank ao defender filhos de ataque racista

A atriz afirmou que não concorda com os xingamentos e agressões feitas por Ewbank quando estava defendendo os seus filhos de um ataque racista.

Na Mira

Karina Bacchi critica atitude de Giovanna Ewbank ao defender filhos de ataque racista
Karina Bacchi critica atitude de Giovanna Ewbank ao defender filhos de ataque racista (Foto: Reprodução)

BRASIL - A atriz Karina Bacchi criticou a atitude de Giovanna Ewbank contra o ataque racista sofrido pelos dois filhos no dia 30 de julho, em um restaurante em Portugal. Durante seu podcast no Youtube, a ex-fazenda criticou o “exemplo” que Ewbank estaria dando aos seus filhos pelas reações ao ataque. 

Durante o episódio do seu podcast, intitulado “Positivamente”, Bacchi recebeu Cris Poli, conhecida pelo seu trabalho no programa "Super Nanny". A atriz, ao falar sobre a criação de crianças, criticou o comportamento de Giovanna Ewbank, alegando que não seria um bom exemplo para os seus dois filhos Titi, de 9 anos, e Bless, de 5 anos.

“Parece que os filhos sofreram preconceito e tal. Ela para defender os filhos, xingou muito aquela pessoa, cuspiu, bateu e todo mundo a favor daquela pessoa. ‘Poxa, que máximo! Ela fez é pouco. Uma mãe leoa faz isso, tem que fazer isso para defender o filho '', comentou Bacchi sobre a reação do público.

“Eu concordo que a gente tem que defender os nossos filhos, mas eu não acredito que a defesa esteja em cuspir, em xingar, em bater, em agredir”, disse ela. “Eu acho que a gente tem que defender os nossos filhos, mas que exemplo a gente também está dando em nossas reações, em reagir?”, questionou.

O caso citado por Karina em questão aconteceu no dia 30 de julho, em um restaurante em Portugal. A família Gagliasso estava de férias em passeio quando uma mulher portuguesa atacou Titi e Bless, e mais outros turistas africanos no local com ofensas racistas e xenofóbicas.

Ewbank saiu em defesa dos dois filhos sem pensar duas vezes. Giovanna gritou e xingou a agressora enquanto Bruno, seu marido e pai dos seus filhos, chamava a polícia ao local. A atriz afirmou em entrevista ao Fantástico que agrediu com tapas a mulher que estava xingando seus filhos. Bruno reiterou e defendeu a atitude da esposa. "Não confunda a reação do oprimido com a ação do opressor", disse o ator.

A declaração de Karina Bacchi gerou reações negativas dos internautas na web. "Quando e como a Karina Bacchi se tornou baluarte da moral e dos bons costumes? Criticar uma mãe, no caso, a Gio Ewbank, que reagiu contra a mulher racista/criminosa que ofendeu os filhos dela? Capa da Playboy, leiloou piercing "íntimo", escolheu sêmen pra ter filho branco", comentou um internauta. 

 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.