Desabafo

Luísa Sonza lembra depressão e fala sobre o amor

''Puta, vagabunda e interesseira são as palavras que mais escutei nos últimos cinco anos'', diz Luísa Sonza

Na Mira

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h13
Cantora Luísa Sonza.
Cantora Luísa Sonza. (Foto: Reprodução/Instagram)

BRASIL - Em uma entrevista recente a cantora Luísa Sonza falou sobre haters: 'Ver uma mulher crescendo, empoderando outras mulheres, e fazendo o que bem entende, incomoda e muito'.

Puta, vagabunda, interesseira... Eu fazendo meu trabalho, escutando só besteira. Sem talento, sem graça, forçada”. Foram com esses versos para lá de amargos que Luísa Sonza, de 23 anos, abriu o disco “Doce 22”, em julho de 2021.

Com mais de um bilhão de reproduções no Spotify, o álbum é uma espécie de catarse, em que Luísa Sonza lava a alma.

“Quando segurei sua mão você soltou a minha... Te dizer te amo agora é mais estranho. Estranho mesmo é te ver distante, botar o nosso amor numa estante”, disse a cantora em “Penhasco”, levantando a hipótese de que a música seria uma indireta para o ex-marido, o humorista Whindersson Nunes.

Single do álbum “Doce 22”

Não, foi a melhor coisa. O ruim é guardar esses sentimentos. Também não pensei muito ao longo do processo. Simplesmente, coloquei para fora o que eu queria entregar como artista. Foi uma verdadeira terapia. Para mim, fazer música é desabafar. Ponho no papel histórias boas e ruins.

Pensamentos

Passo por uma fase em que estou falando muito sobre amor, e as dores que vem com ele. É verdade que é um sentimento lindo, mas sofremos bastante por causa disso. Amar é difícil.

Vida sexual

Anda muito bem, sou livre, dona de mim e dos meus desejos.

Depressão

Foi no final de 2019 que, de fato, aceitei e procurei atendimento médico. Antes, me sentia triste, mas me culpava por isso, não aceitava. É muito difícil, um momento delicado. Mas hoje vejo o quão importante foi me tratar. O que me afetou mesmo foi a vida pública. Não é fácil lidar com milhões de pessoas falando coisas ruins sobre você. A cabeça não resiste. Imagina uma menina que recebe 21 comentários numa postagem: 10 acabando com você; 10 te elogiando; e o último até tem um lado positivo, mas também tem um trecho negativo. Realmente, não é fácil.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.