Luta contra o coronavírus

Covid-19: estudo com vacina de Oxford é suspenso após "efeito adverso"

Protocolo de segurança foi acionado após reação adversa em voluntário no Reino Unido.
Imirante.com08/09/2020 às 23h02
Covid-19: estudo com vacina de Oxford é suspenso após "efeito adverso"Testes de vacina contra o novo coronavírus foram suspensos após reação adversa. (Foto: divulgação)

SÃO PAULO - Os testes da vacina contra o novo coronavírus (Covid-19), desenvolvida em parceria da Universidade de Oxford com a farmacêutica AstraZeneca, foram suspensos temporariamente nesta terça-feira (8). De acordo com a AstraZeneca, o protocolo de segurança foi acionado após um voluntário no Reino Unido apresentar uma reação adversa que pode estar vinculada à imunização.

"Esta é uma ação rotineira que deve acontecer sempre que for identificada uma potencial reação adversa inesperada em um dos ensaios clínicos, enquanto ela é investigada, garantindo a manutenção da integridade dos estudos", diz a nota da empresa farmacêutica.

A suspensão dos testes também vale para o Brasil, informou a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), que é uma das responsáveis pelo estudo no país. A Unifesp afirma que 5 mil voluntários brasileiros já foram imunizados, sem registro de intercorrências graves de saúde.

A vacina de Oxford é a principal aposta do Ministério da Saúde para imunizar a população brasileira contra o coronavírus. O ministro interino Eduardo Pazuello afirmou, nesta terça-feira, que planeja a campanha de vacinação contra a Covid-19 em janeiro de 2021.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.