Internet

Justiça condena adolescente a 11 anos por apoiar Estado Islâmico nas redes sociais

Caso aconteceu nos Estados Unidos.
Imirante.com06/09/2015 às 17h47

ESTADOS UNIDOS - Um adolescente de 17 anos foi condenado pela Justiça americana a 11 anos em prisão federal por apoiar, nas redes sociais, o grupo militante Estado Islâmico. Ali Amin foi o primeiro menor de idade a ser processado pelos Estados Unidos em caso semelhante.

A condenação aconteceu porque ele usou a conta pessoal no Twitter para mostrar como usar a moeda virtual Bitcoin para enviar fundos aos militantes. Os promotores também acusaram Ali de ajudar um amigo a viajar para a Síria para se aliar ao Estado Islâmico.

De acordo com o juiz Distrital Claude Hilton, o usuário que usar as "mídias sociais como ferramenta para providenciar suporte e recursos para o Estado Islâmico será identificado e processado com não menos vigilância que aqueles que viajarem para pegar em armas junto ao Isis (siga do EI)".

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.