Garantia de diversão nas pick ups

DJ Franklin comenta sobre a sua coleção de vinis e da experiência vivenciada em Portugal antes da Pandemia

Em entrevista ao Plugado, na Mirante FM, no último domingo (25/7), o ''deejay'' também comentou das dificuldades que a categoria enfrenta com a Pandemia, mas com a esperança de dias melhores para arte de tocar.
Pedro Sobrinho/Jornalista 27/07/2021 às 19h04
DJ Franklin no Plugado, na Mirante FM. Foto: Divulgação (DJ Franklin)

Quem passou pela sala virtual do PLUGADO, na MIRANTE FM, no último domingo (25/7), foi o DJ FRANKLIN. Além de meter a colher na playlist do programa, o "deejay" comentou sobre o cenário da categoria com a Pandemia, da extensa coleção de vinis, dos seus projetos no momento e da experiência vivenciada em Portugal, em 2019, a convite do gaitista e violinista maranhense, Júnior Mouriz, atualmente, morando em Lisboa, capital portuguesa. Saiba mais ouvindo a entrevista ao jornalista PEDRO SOBRINHO, produtor e apresentador do PLUGADO.

Histórico

Com um Setlist inspirado na música Brazuca, no Samba, Reggae, Drum and Bass e muitas influências (e incursões) de Rap, Jazz e House Music, desde os anos 2000, o DJ Franklin ferve a ilha de São Luís e outras pistas.

Já agitou lendários estabelecimentos da cidade como Canto do Tonico, Píer, Bar do Nelson, Créole Bar, Ganzola, Armazém da Estrela, Kitaro Lounge, Chama Maré, Antigamente, Bar Armazém, Trapiche, Maloca, Cafofo Lounge Bar, Boate Extravagance, Boate House e Boate Babilônia.

Residiu os botequins “Da Gema Food & Music” e “Espelunca Chic”, onde idealizou e executou dois projetos: “Lounge Brazuca” e “Samba Chic”. Atua em projetos particulares consagrados como Por do Som”, “Desentope Batucada” e “Setlist” e festas privadas, além de ter participado por cinco anos consecutivos do staff de DJs convidados no projeto anual “Verão sem Fronteiras TIM”.

Como projeto solo tem a sua menina dos olhos, a Radiola Muderna, uma mistura de saudosismo e modernidade: São dois toca-discos, um mixer e um software para executar uma discotecagem feita apenas no estilo ”OldSchool”, nos vinis, seja de forma digital, seja na sua mais pura e preferida essência, com Long Plays ou EPs de 45 rpm.

Em suas andanças pelo país apresentou-se em Fortaleza – CE e em diversas temporadas no Rio de Janeiro com os DJs Marcelinho Da Lua (RJ), DJ Zod (RJ), DJ Negralha (SP) onde participou das festas “Santa Levada na Esquina” (Santa Teresa), “Apocalipse No!” (Copacabana), “Salve Jorge!” (Santa Teresa). Já Discotecou algumas vezes no Teatro Odisseia (Lapa), no Leviano (Lapa), na festa Febre (Botafogo), no Estudio RJ (Arpoador), no Espírito Santa Empório (Lavradio) e no Espírito Santa (Santa Teresa), além de eventos particulares na Lapa e em Santa Teresa.
Na busca incessante de inovação, o DJ Franklin realiza sua constante pesquisa musical cultivando o prazer de fazer da pista de dança um lugar para as pessoas viverem mais felizes. Seja com seus discos de Vinil, CDs ou qualquer outra mídia, a seleta do DJ Franklin tem um único propósito: levar alegria às pessoas através da boa música sem preconceito. "E vamo que vamo que o som não pode parar!" (Thaíde)

Leia outras notícias em mirantefm.com. Siga, também, a Mirante FM no Twitter, Instagram e curta nossa página no Facebook. Peça sua música por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99161-9696.

© 2019 - Todos os direitos reservados.