Guerreiro Valente

Boi de Santa Fé reverencia os 60 anos do mestre Zé Olhinho e lança CD que vai ganhar o mundo

O lançamento do disco "Guerreiro Valente" será nesta terça-feira. A Zabumba Records, idealizado pelo percussionista Luiz Cláudio, e a distribuidora francesa, Believe, disponibilizará o álbum em todos os continentes.
Pedro Sobrinho/Jornalista 24/06/2021 às 19h18
Mestre Zé Olhinho e o Boi de Santa Fé ganham o mundo em parceria com a Zabumba Records e o Sêlo Believe. Foto: Divulgação (Zé Olhinho)

Dia 29 de junho, dia de São Pedro, ocorre o lançamento mundial do CD GUERREIRO VALENTE, do bumba meu boi de Santa Fé. Será à meia-noite e um minuto, em todas as plataformas digitais no mundo.

O lançamento, marca ao início da parceria entre o selo Zabumba Records, idealizado pelo percussionista Luis Cláudio, e a distribuidora digital francesa, Believe, que atua em 250 lojas digitais, nas quais o Cd estará disponível, em todos os continentes. Guerreiro Valente, masterizado e mixado por WEYSLEY MADSON, gravado por JULIO CUNHA no JC STUDIO, é oitavo Cd do grupo, e foi idealizado pelo coordenador geral do Boi de Santa Fé, Adriano Andrade, em homenagem aos 60 anos de cantoria do Mestre Zé Olhinho.

- A ideia é homenagear e registrar em memória viva um mestre fazedor da cultura popular maranhense que sempre lutou para que a tradição do bumba meu boi do Maranhão permanecesse forte e viva - diz Adriano.

José de Jesus Figueiredo, conhecido popularmente como Zé Olhinho tem sua história intrinsecamente atrelada a história do bumba meu boi de Santa Fé. Nascido em 1943, no município de São Vicente de Férrer, baixada maranhense, optou em morar, definitivamente, em São Luís, entre os anos 1950 e 1960.

No início da década de 60, mestre Zé Olhinho começou a frequentar as atividades do bumba meu boi iniciando no Boi de Raimundo Canelinha, logo passou pelos Bois de Benedito Batata, Dona Cristiana em São Vicente Férrer, Boi Brilho da Noite de Mestre Camundinho de São João Batista, Boi de Camalhete e Boi de Pindaré, um dos primeiros a se organizar na capital maranhense. Logo se destacou pela voz e inteligência no improviso de toadas. De interessado aprendiz, rapidamente adquiriu respeito entre os mais velhos, sendo reconhecido como liderança.

Em 1987, motivado por questões internas do Boi de Pindaré, desligou-se oficialmente do mesmo e montou, em conjunto com dois amigos, o Pindaré 2. Em 5 de maio de 1988, fundou o Boi Unidos de Santa Fé, brincadeira referência no universo do bumba meu boi do Maranhão. Seu amo Zé Olhinho, é reconhecido e tratado como mestre.

- Saí de um boi de grande porte, para montar uma boiada de jeito, que também teria que ser ''grande''. O boi de Santa Fé tem sido a minha vida em uma trajetória de 60 anos convivendo com a Cultura Popular do Maranhão. Nasci pra brincar bumba boi - enfatiza o mestre.

Leia outras notícias em mirantefm.com. Siga, também, a Mirante FM no Twitter, Instagram e curta nossa página no Facebook. Peça sua música por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99161-9696.

Mais notícias

© 2019 - Todos os direitos reservados.