Mirante FM

Lucas Ferreira fala da banda de rock maranhense BabyCarpets e do single Abismo

A música está disponível em todas as plataformas de streaming e faz parte do repertório do EP da banda que será lançado ainda em 2021. Formada em 2018, a Babycarpets tem conta, ainda, com mais dois integrantes.
Pedro Sobrinho/Jornalista 19/02/2021 às 16h58
Artur Carvalho, Lucas Ferreira e Gabriela Vilar. Foto: Divulgação (Divulgação)

Já está disponível em todas as plataformas de streaming o primeiro single do álbum que a banda maranhense Babycarpets lança ainda este ano. No último domingo (14/2), LUCAS FERREIRA, compositor e guitarrista da banda, conversou com o jornalista PEDRO SOBRINHO, em que comentou sobre a origem da banda.

- Queria um nome para banda que ninguém ainda havia usado. Enfim, eu estava lendo muitos livros sobre as atrocidades que aconteceram na ALEMANHA, no período do nazismo, especialmente, os experimentos dos médicos nazistas em bebês. Estas cenas me marcaram bastante. Daí, veio o nome BABYCARPETS. É uma espécie de reverência que a banda faz as mães e bebês vítimas das atrocidades deste período de crueldade na história da Humanidade - explica.

Formada em 2018, a Babycarpets tem à frente Lucas Abreu Ferreira, que tocou todos os instrumentos nas sessões de gravação iniciadas em julho do ano passado, além de assinar as composições, que neste disco assumiram a língua nativa. A produção do disco é dividida com Rômulo Rodrigues e ao vivo a banda conta com Arthur Carvalho (guitarra) e Gabriella Vilar (bateria). Em maio de 2019 foi lançado o EP Marasmus, com três canções em inglês mostrando a influência de bandas como My Bloody Valentine (Irlanda), Sonic Youth e Dinosaur jr (EUA).

Questionada sobre o single ABISMO. Lucas diz que a canção é uma mostra fiel das sonoridades que o grupo vem explorando, com influências de rock psicodélico, Bossa Nova, shoegaze e música eletrônica Lo-Fi. A música traz referências do rock dos anos 60 como Beatles, Mutantes, Ave Sangria até bandas contemporâneas como Tame Impala, The Brian Jonestown Massacre e Queens of the Stone Age.

- Esta foi a música que escrevi em português que eu pensei que deveria ser lançada. Este single foi lançada pelo meu sêlo que se chama SOLARE RECORD, cujo objetivo também é divulgar outras bandas de São Luís que me interessam, que tem um som bem interessante. Têm várias bandas aqui muito boas e que não têm a visibilidade que merecem. Quanto a canção ABISMO é uma evolução grande em relação ao nosso primeiro EP. É uma evolução natural do nosso som. É uma música que fala de solidão, encarar o seu próprio vazio e transformar as coisas negativas em uma coisa positiva. É preciso às vezes se sentir coisas ruins pra que a gente possa apreciar as coisas boas - reflete.

E quando o assunto é o momento pandêmico em que estamos atolados e incertos, Lucas acredita ser uma fase da vida, que vai passar e logo a banda estará no palco em uma troca de informação e energia com a sa legião de fãs.

- Espero que a gente possa retomar o quanto antes as apresentações. A pandemia atrapalhou bastante o fluxo de trabalho da Babycarpets e de muitos outros artistas. O single é um pouco do que está por vir e quando essa loucura passar, vamos voltar a nos encontrar nos shows como antes - garante o músico.

Leia outras notícias em mirantefm.com. Siga, também, a Mirante FM no Twitter, Instagram e curta nossa página no Facebook. Peça sua música por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99161-9696.

Mais notícias

© 2019 - Todos os direitos reservados.