Jornal da Mira

Padre Antonio tem como prioridades a criação de Cooperativa de Pescadores e o Centro Cultural das Rendeiras de Raposa

O candidato à prefeito de Raposa pela REDE SOLIDARIEDADE reconhece o potencial cultural e turístico do município e ao mesmo tempo com o índice de extrema pobreza em que vive à maioria da população da cidade.
Pedro Sobrinho / Jornalista23/10/2020 às 15h22

O padre Antonio, candidato à prefeitura de Raposa pela REDE SOLIDARIEDADE, diz que o município vivencia o princípio do contraditório. Ele reconhece o potencial extraordinário e ao mesmo tempo com índice de extrema pobreza em que vive à maioria da população da cidade.

Nynrod Weber, Clóvis Cabalau e Carla Lima em sabatina com o Padre Antonio no Jornal da Mira. Foto: Paloma Pinheiro

- No meu ponto de vista falta gestão, políticas públicas. Se a população de Raposa der a oportunidade para que seja prefeito da cidade nós temos um projeto para reverter esta situação. Faremos investimento da instalação do Porto Hidroviário que vai ligar Raposa a São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Primeira Cruz, Barreirinhas. Isso vai facilitar esta mobilidade, o acesso. Desta forma com o transporte aquático, também estaremos investindo em turismo no município. Vamos fortalecer o passeio náutico com bom serviço - ressalta.

Entre as metas de gestão do padre Antônio é prioridade a criação da Cooperativa de Pescadores para potencializar o município como geração de emprego e renda, fortalecer a categoria com incentivos de linha de créditos. Sobre a situação das rendeiras, o candidato também reconhece o descaso em que elas vivem e responsabiliza os gestores do município. Padre Antonio promete a criação de Centro Cultural das Rendeiras com bancas personalizadas e linhas de incentivo para que a categoria possa comercializar os seus produtos e obtenham lucros.

Leia outras notícias em mirantefm.com. Siga, também, a Mirante FM no Twitter, Instagram e curta nossa página no Facebook. Peça sua música por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99161-9696.

Mais notícias

© 2019 - Todos os direitos reservados.