Jornal da Mira

Yglésio Moyses sugere criação de Consórcio de Prefeitos Eleitos da Região Metropolitana para assumir hospital do governo do Estado em construção

O candidato à prefeito pelo PROS diz que as pessoas serão prioridades em sua gestão. Ele anunciou a criação de programa de transferência de renda para famílias com crianças até seis anos e programa de atendimento ao idoso.
Pedro Sobrinho/Jornalista 30/09/2020 às 14h43

Yglésio Moyses, candidato pelo (PROS) - Partido Republicano da Ordem Social, foi entrevistado na manhã desta quarta-feira (30/9), no Jornal da Mira, na Mirante FM. Participaram da sabatina Nynrod Weber (mediador), os jornalistas Clóvis Cabalau, Carla Lima, além dos convidados Glberto Léda (de O ESTADO DO MARANHÃO) e o radialista Afonso Diniz (Mirante AM).

Nynrod Weber, Clóvis Cabalau, Carla Lima e Yglésio Moyses apresentando o seu Plano de Governo para São Luís. Foto: Paulo Soares

Segundo o candidato, o seu programa de governo tem como foco apoio à primeira infancia. Ele disse que seu Plano de Governo fará ações na área de saúde, trabalho e geração de renda. Segundo ele, o objetivo é melhorar a qualidade de vida da população.

- É um programa de transferência de renda, para famílias que tenham crianças de zero a seis anos, de até R$ 200 por família. No caso de autistas, o benefício será majorado", disse Yglésio. "70% dos ludovicenses dizem que a saúde é o principal problema a ser enfrentado - completa.

Durante a sabatina, Yglésio defende uma São Luís acessível tendo como prioridade uma política voltada para o idoso na capital. Ele afirma "que a cidade não é asfalto, não são prédios, nenhum tipo de comércio nas ruas, a cidade são as pessoas".

- Temos vários programas em nosso Plano de Governo nas áreas de saúde, esporte e lazer voltado para os idosos. Queremos fazer uma São Luís uma cidade acessível, principalmente para as pessoas idosas. Usaremos as praças construídas e reformadas na cidade com academia ao ar livre para os idosos. Morei seis anos em São Paulo, eu olhava idosos com 82 anos de idade andando na rua, casal de idosos, passeando com cachorro. Hoje, eu não vejo isso em São Luís. A cultura do nosso povo aqui é deixar o idoso em casa. Nós precisamos mostrar para essas pessoas que a cidade também é delas. Enfim, as pessoas serão prioridades nesta cidade - complementa.

Ainda na área da saúde, o candidato do PROS garantiu vários investimentos, entre as quais, sugere a criação de um consórcio metropolitano, entre os futuros prefeitos de São Luís, Raposa, Paço do Lumiar e São José de Ribamar para assumir o hospital que está sendo construído pelo governo do Estado. O objetivo é atender os pacientes de urgência e emergência do hospital Djalma Marques, o Socorrão I. Atualmente com 118 leitos, Yglésio afirmou, que caso eleito, fará uma reforma no Socorrão I com um custo de aproximadamente R$ 5 milhões em que pretende reduzir o número de leitos para 80 e transformá-lo em um hospital de traumato-ortopedia municipal.

Perfil

Yglésio Moyses tem 39 anos, é médico, advogado e professor universitário. Natural de São Luís, ele está no primeiro mandato como deputado estadual do Maranhão. O candidato à vice-prefeito pelo PROS, é o médico Mauro César.

O PROS também anunciou que quatro candidatos a vereador vão disputar espaço na Câmara Municipal da capital maranhense.

Próximo candidato

A rodada de entrevistados com os candidatos à prefeito de São Luís recebe o candidato à prefeito de São Luís, pelo PSol, Franklin Douglas. O programa vai ao ar, nesta quinta-feira (1º/10), das 12h às 13h, na Mirante FM.

Lista dos candidatos entrevistados

O sorteio de candidatos à Prefeito de São Luís foi realizado na tarde de quinta-feira (17/8), no auditório do Grupo Mirante. Saiba ordem das entrevistas:

2/10 - NETO EVANGELISTA - DEMOCRATAS
5/10 - CARLOS MADEIRA - SOLIDARIEDADE

Leia outras notícias em mirantefm.com. Siga, também, a Mirante FM no Twitter, Instagram e curta nossa página no Facebook. Peça sua música por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99161-9696.

Mais notícias

© 2019 - Todos os direitos reservados.