Dama do Reggae

Cantora Célia Sampaio marca presença no Prêmio Grão de Música 2020

Solenidade acontecerá no dia 3 de dezembro, a partir das 19h, adaptada para não comprometer a segurança dos envolvidos. Nela, além de shows, premiados recebem a estatueta em bronze criada por Elifas Andreato.
Pedro Sobrinho/Jornalista 26/08/2020 às 15h16

Célia Sampaio, a dama do reggae maranhense, está entre os 15 nomes contemplados pela sétima edição do Prêmio Grão de Música 2020.

Célia Sampaio: dama do reggae maranhense. Foto: Divulgação

No último domingo (23/8), a cantora explicou o conceito e objetivo do evento, além de destacar a participação dela na solenidade marcada para acontecer no dia 3 de dezembro, a partir das 19h, adaptada para não comprometer a segurança dos envolvidos. Nela, além das apresentações musicais, todos os premiados e premiadas recebem a estatueta em bronze criada por Elifas Andreato.

Célia Sampaio explica que "o Prêmio Grão de Música é um espaço de valorização e promoção da música brasileira de todas as regiões do país e, especialmente, dos/das artistas que a representam".

Idealizado pela cantora e compositora Socorro Lira, teve sua primeira edição em novembro de 2014 em cerimônia realizada na cidade de Salvador – Bahia.

E participam da coletânea Grão de Música, um CD de canções prensado para fins, exclusivamente, promocionais; e disponibilizado para o público no formato digital através do sítio oficial na Web. A música "Yabá Rainha", interpretada por Célia Sampaio, no CD "Pérolas Negras", de 2003, do bloco Afro Akomabu, foi escolhida para participar do CD coletânea do Prêmio Grão de Música 2020.

- Estou feliz em ter meu nome na lista dos indicados ao Prêmio Grão de Música. Divido esta felicidade com os meus amigos, aos Orixás, CCN- - Centro de Cultura Negra, através do Bloco Afro Akomabu, o compositor Paulinho Akomabu, o maestro Chico Pinheiro, Augusto Nasa e todos os músicos que participaram da produção da música Yabá Rainha, que faz parte do CD do Bloco Afro Akomabu, Pérolas Negras, de 2003. Agora, está música fará parte do CD coletânea da sétima edição do Prêmio Grão de Música.

O que vem por aí

Indagada sobre um disco de canções de inéditas, Célia comentou sobre o projeto de produção do álbum. Disse que teve engavetar o disco devido à Pandemia, mas garantiu realização para 2021.

- Tínhamos um projeto de lançar o disco em 2019, mas não foi possível devido falta de recursos ficou difícil viabilizar. Pensamos para 2020, mas a gravação do novo álbum não foi possível por conta da pandemia. A gente sabe que tudo isso vai passar e para 2021 colocaremos o projeto do disco como prioridade - enfatiza.

Versão virtual do Prêmio Grão de Música 2020

Em função da pandemia, pela primeira vez o Prêmio ocorrerá de maneira on-line e será adaptado para ser realizado sem comprometer a segurança das pessoas envolvidas e interessadas.

Desafios e Possibilidades

Segundo a idealizadora e realizadora do PGM, Socorro Lira, a organização do Prêmio está estudando a melhor forma de realizar a edição deste ano:

- Por agora, podemos já dizer que tanto a organização quanto os premiados e premiadas, participam da cerimônia de premiação a partir de suas casas. Se, por um lado, esse momento traz tantos desafios, por outro também amplia as possibilidades, uma dela, é que poderá ser assistido por um público ainda maior, já que o acesso online é irrestrito - comenta.

Artistas contemplados

Ao todo, foram selecionados artistas de 14 estados brasileiros. Além de Célia Sampaio, também figuram a lista: Adriana Deffenti (RS); Aparecida Silvino (CE); Darwinson (GO); Euterpe (RR); Fuba (PB); Graça Gomes (AC); Joana Terra (BA); Jonathan Silva (ES); Marfiza (RO); Nilze Carvalho (RJ); Osvaldinho da Cuíca (SP); Patrícia Quinteiro (RJ); Sergival Silva (SE); e Valéria Oliveira (RN).

Leia outras notícias em mirantefm.com. Siga, também, a Mirante FM no Twitter, Instagram e curta nossa página no Facebook. Peça sua música por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99161-9696.

Mais notícias

© 2019 - Todos os direitos reservados.