Alquimia Sonora

Beto Ehongue fala da concepção da música, do videoclipe e do feat de Flávia Bittencourt em Na Fita

A música traz a essência da época cultural mais representativa do nosso estado, que é o nosso São João, em uma estética inovadora e dinâmica, Flávia e Beto, distante socialmente, se juntaram no milagre da tecnologia
Pedro Sobrinho/Jornalista 23/06/2020 às 13h50

O cantor e compositor Beto Ehongue é um artista inquieto e sempre aposta em novas possibilidades para conceber a sua música. A sua nova experiência musical é o single "NA FITA", com a participação da cantora Flávia Bittencourt. Em entrevista ao Plugado, no último domingo (21/6), o músico comentou sobre a produção da música e o seu contato com o bumba meu boi no sotaque de orquestra. A música une elementos do bumba boi de orquestra e os timbres do trap e foi produzida pela Casaloca Studio.

Beto Ehongue e Flávia Bittencourt na música Na Fita (Orquestrap) Foto: Divulgação

- Sobre essa alquimia sonora, essa conexão entre o bumba meu boi, trap e outros elementos, tudo que existe foi alguma outra coisa um dia. É isto que venho buscando essas possibilidades dos encontros, onde um caminho pode dar. Descobri isso durante um trajeto, nem defino uma rota. Apenas saio de um ponto e vejo em que lugar chega essas experiências. Isso que me move. Eu tenho uma relação muito próxima de amor com a cultura popular. Estou sempre nesses ambientes, nos terreiros. A questão do Orquestrap, essa fusão do trap com o bumba boi de orquestra, surgiu meio que espontâneo. Dentre os sotaques do bois eu frequento todos, o boi de orquestra era um que não tinha uma proximidade. Mas, percebi uma beleza rítmica, aquele brilho, uma dança que é bem forte. Eu estava trabalhando com o DJ Ticall neste período, com quem eu comecei a trabalhar a música. Ele teve uma experiência tocando trombone por quase vinte anos em bois de orquestra. Essa relação acabou ajudando. Ele se ocupou e teve problemas de família, levei o som para Casa Loca, que destruiu, levou a música lá pra cima. E eu gostei muito - ressalta.

Vida que segue na Pandemia

Depois de lançar em maio em todas as plataformas musicais e no rádio o single Na Fita com a participação da cantora Flávia Bittencourt, Beto Ehongue mostra ao público o video-clipe, produzido pela Daguerre Conteúdos.
Filmado todo no formato #ficaemcasa durante a pandemia do Covid-19 que acomete o mundo inteiro, criatividade e perseverança foram as principais ferramentas para por em prática o trabalho.

Locações caseiras deram a tônica, montagem de figurino e cenário foram atividades dos próprios artistas e o set de filmagem contou ainda com a pequena Júlia Bittencourt (Filha de Flávia) como “cameragirl” fazendo os registros de sua talentosa mãe em cena.

O video traz a essência da época cultural mais representativa do nosso estado, que é o nosso São João, em uma estética inovadora e dinâmica, Flávia e Beto distante socialmente se juntaram no milagre da tecnologia e mandam um recado otimista e divertido enchendo de vitalidade e alegria o grande terreiro de nossos corações.

- A Flávia Bittencourt é uma figura. Além de super talentosa, é uma graça, afetuosa, respeito. Eu já tinha encontrado com ela algumas vezes por aí, nas festas. Uma dessas festas foi no mestre Amaral e ela estava lá. Alguém conhecia ela e também me conhecia fez a conexão. Ela sorriu e disse que conhecia o meu trabalho, nós, ainda, não éramos amigos. No ano passado, eu produzi um show de Josias Sobrinho, chamado Josias Sobrinho e a Parelha, uma parada eletrônica, que repaginei as músicas de Josias Sobrinho e ficou bem legal, estou tentando voltar esse projeto. E aí, entrei em contato com Flávia pelo whatszapp, falei do projeto do show no Palmas Hostell, que iríamos fazer, e ela topou de cara, isso dois meses antes do show. Quando faltavam duas semanas ela enviou uma mensagem para dizer que tinha uma temporada de shows para fazer na Europa. Eu entendi e nunca mais tivemos contato. E quando pensei na música Na Fita, pensei numa mulher para a participação comigo. E a primeira pessoa que veio a cabeça para participação foi o nome de Flávia Bittencourt. Entrei em contato com ela e falei do projeto. Ela topou e mandei a música. Fomos para o estúdio em plena Pandemia para gravar a música tomando todos os cuidados do distanciamento social. Gravamos a música e ficou tudo massa. Depois partimos para a gravação do videoclipe. Gravamos no formato #ficaemcasa. Montamos os cenários em casa, cada qual na sua, e fizemos o clipe. Ficou muito legal, estou feliz com o resultado. Com o trabalho a minha relação de amizade com a Flávia se fortaleceu. Era uma pessoa que já era querida pra mim e agora mais ainda - enfatiza.

Videoclipe

Na Fita está em todas as plataformas musicais e o clipe no YouTube disponível Ouça, veja, comente, compartilhe coisas boas e viva São João.
Se inscreva no nosso canal no YouTube.

Leia outras notícias em mirantefm.com. Siga, também, a Mirante FM no Twitter, Instagram e curta nossa página no Facebook. Peça sua música por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99161-9696.

Mais notícias

© 2019 - Todos os direitos reservados.