Notável

Pedro Dantas fala da convivência profissional com músicos graúdos e significativos da MPB

O músico, que nasceu em Pernambuco, mas tem o MA no coração, já tocou com Rita Benneditto, Vanessa da Mata, Gilberto Gil, etc e tal.
Pedro Sobrinho / Jornalista10/06/2019 às 11h46
Pedro Dantas é destaque no Plugado, na Mirante FM (Rainara Moraes)

Pedro Dantas, baixista pernambucano de batismo, maranhense de coração, marcou presença, nesse domingo (9/6), em uma conversa informal com o jornalista Pedro Sobrinho, no Plugado, na Mirante FM.

No bate-papo intercalado com música, ele falou das suas andanças mundo afora. Ao deixar Pernambuco, Pedro e o irmão, Rafael Dantas (cineasta), atualmente morando na Polônia, chegaram aqui no berço trazidos pelos pais, o músico e professor universitário, Alberto Dantas e Suelene Dantas, fonoaudióloga, que escolheram São Luís para morar e trabalhar. Como diz o ditado popular: "filho de peixe, peixinho é", Pedro Dantas seguiu o caminho do pai. Embora com a influência erudita paterna, ele buscou outras vertentes da música para se aprimorar e ter como trampo.

- Eu nascí em Recife, capital pernambucana, mas morei a maior parte da minha vida em São Luís. Tive a experiência de quatro anos em Portugal por conta de questões profissionais dos meus pais. Os primeiros contatos com a música vieram, ainda, quando pequeno, meu pai é historiador e músico (musicólogo). E lá em casa sempre se ouviu muita música, daí comecei estudando flauta doce numa escola que o meu pai tinha lá em São Luís, isso há bastante tempo já, e depois que me mudei pra Portugal (1993-1996), comecei a estudar o trompete que me fez ter um contato mais formal com a música, estudei partitura e teoria musical, tocava numa banda marcial e cheguei a tocar até em procissões! Foi uma experiência muito boa... Quando retornei ao Brasil, a rotina não era mais mesma. Comecei a ouvir rock. Aí, veio o baixo que abriu várias coisas que tinha dentro de mim. A sensação da descoberta do instrumento que falava dentro de mim. Aí, botei pra fora toda essa identificação que tenho com o instrumento - explica.

Acolhimento

A jovem trajetória artística de Pedro Dantas é definida como 'intensa e consistente'. Em seu histórico, tem trabalhos com muita gente graúda e boa da Música Popular Brasileira, entre os quais, a maranhense Rita Benneditto, Baby do Brasil, Vanessa da Mata, Céu, Jards Macalé, Gilberto Gil, Roberta Sá e Gal Costa.

Na entrevista, ele falou da experiência com cada artista que acolheu o seu talento como músico.

Leia outras notícias em mirantefm.com. Siga, também, a Mirante FM no Twitter, Instagram e curta nossa página no Facebook. Peça sua música por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99161-9696.

© 2019 - Todos os direitos reservados.