Toca-Disco

Dia Internacional do DJ será celebrado em São Luís neste sábado

Tarcísio Selektah, idealizador da Confraria, informa que o evento vai reunir dez Djs que vão garantir a diversão de quem gosta de música.
Pedro Sobrinho / Jornalista08/03/2019 às 11h13
Tarcísio Selektah fala do Dia Internacional do DJ. (Tarcísio Selektah)

Tarcísio Selektah, DJ e idealizador da Confraria dos DJs, participou do Plugado dessa quinta-feira (7/3). Ele falou da 4ª edição do evento, que celebra o Dia Internacional do DJ, que será dia 9 de março, sábado.

Segundo Tarcísio, a Confraria foi criada que os djs se reúnem para tocar e trocar ideias.

- Tudo começou no bar L''''Apero. Depois fizemos a segunda e terceira edições no Taberna da Bossa e Cidade Velha, respectivamente. Agora, o local escolhido é o Espaço Trem das Onze. A Confraria é um evento itinerante com o objetivo de reunir os djs para celebrar a data, que se tornou Lei Municipal, sancionada pelo prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior. Convidamos as pessoas da cidade para prestigiar este encontro de alguns deejays que fazem parte do line up da festa para divertir a todos - assegura.

Atrações

Portanto, vá festejar o Dia Internacional do DJ na CONFRARIA neste sábado, dia 9 de março, a partir das 16h, no Espaço Cultural Trem das Onze, em frente a antiga RFFSA na avenida Beira-Mar, no Centro Histórico de São Luís.

O Dia Internacional do DJ será festejado com a 4ª edição da CONFRARIA , com os DJs Murilo VSN, Jards, Thays Habibe, Pedro Dreadlocks, Tarcísio Selektah, Pedro Sobrinho, Jorge Choairy, Vanessa Serra, Desert e Franklin Santos, e música em diversas notas, estilos e idiomas.

A data homenageia os profissionais responsáveis em entreter o público com seleções das mais variadas músicas, dependendo do estilo de festa que esteja trabalhando. O World DJ Day (Dia Mundial do DJ) é celebrado desde 2002, e foi criado por iniciativa de duas instituições de caridade: World DJ Fund e a Nordoff Robbins Music, que utilizam a música para ajudar a tratar as pessoas enfermas.

Aqui em São Luís, a ideia surgiu com a vontade de amigos reunirem para se divertirem, confraternizarem e cada um fazendo seu set livremente no Bar L’Aperó na avenida Litorânea. Nesta quarta edição o line up agregou mais amigos e a festa promete ser um grande acontecimento nesta semana do pós-carnaval.

Curiosidades

O DJ, ou deejay, é o profissional que seleciona as músicas a serem tocadas em festas, sejam elas em boates, aniversários, bares ou clubes. Ele trabalha com um conteúdo diversificado, buscando agradar o seu público-alvo e mantê-lo animado.

Inicialmente, as mixagens eram feitas com discos de vinil, no entanto, com a evolução da tecnologia audiofônica, os DJ’s passaram a trabalhar com Fitas Cassetes, CDS, MDs, SKPs, notebooks, CDJ’s ou mesmo arquivos digitais, como o MP3. Porém os
vinis nunca deixaram de ser utilizados durantes estas últimas três décadas, e recentemente “renasceu” com uma volta por cima espetacular com a produção mundial e a venda dos bolachões e bolachinhas tendo crescido exponencialmente.

No rádio, os DJs tiveram muita influência sobre o movimento Rock and Roll, que aconteceu a partir da segunda metade dos anos 50. Este movimento é considerado como sendo a maior manifestação cultural da juventude do século XX, e foi graças a ele que nomes como Elvis Presley e Beatles ficaram conhecidos.

Estes profissionais começaram a ganhar fama fora das rádios em meados dos anos 70, com a chegada da disco-music e as discotecas, até então chamadas de boates. Nesta época, os DJs atuavam utilizando apenas discos de vinil em suas apresentações.

Apesar de aos olhos de muitas pessoas a vida de DJ parecer algo fácil e divertido, na verdade é uma profissão bastante concorrida e que muitas vezes você tem que abdicar de muitas coisas para conseguir ter uma carreira de sucesso. Todas as profissões necessitam de inteira dedicação de quem a executa, assim como um DJ que anima as baladas, fazendo daquele momento de descontração e diversão.

Para se tornar um DJ é necessário conhecer e estudar sobre música, aprender como mixar músicas utilizando equipamentos de DJ, como toca discos, controladoras e CDJs, para criar seu próprio Sets.

O termo Dee Jay surgiu nos anos 50, nos Estados Unidos, dando nome aos profissionais do rádio que selecionavam as músicas que seriam tocadas. Nos anos 70, eles saíram das rádios e foram para as pistas das discotecas. Nessa época já se utilizada da técnica que cortavam manualmente o trecho da música no rolo de fita dat e colavam fazendo assim suas versões musicais que até hoje chamamos de samplear e remixar.

No Brasil, o primeiro “discotecário” oficial foi o Sr. Oswaldo Pereira, que animava os bailes dos anos 50, utilizando apenas um toca-discos. Na década de 70, os DJs/radialistas Big Boy e Ademir, apesar de pouca técnica, sempre utilizavam o microfone para interagir com o público. Com o tempo essa profissão foi se tornando mais importante nas festas, indústrias que se focavam em produzir aparelhos, como caixas de som, toca-discos, etc. Começaram a ver as necessidades de DJs, então
começaram a investir no DJs. Com o tempo os aparelhos foram evoluindo e hoje temos CDJ’s, controladoras, time codes, softwares como Serato, Traktor, Rekordbox, etc.

Em 1953 o alemão Klaus Quirini, ainda com 18 anos, foi a uma festa e resolveu cuidar da música que tocava. As pessoas gostaram, dançaram e o aplaudiram. Daí nasceu o DJ! Foi oferecido um salário de 800 marcos, e devido ao nome de família ter muita influência na Alemanha, seu pai pediu para ele adotar um pseudônimo e passou usar o nome de DJ Heinrich.

Leia outras notícias em mirantefm.com. Siga, também, a Mirante FM no Twitter, Instagram e curta nossa página no Facebook. Peça sua música por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99161-9696.

© 2019 - Todos os direitos reservados.