Mirante FM/MUNDO POP

Beyoncé é processada por seu site não ser acessível para cegos

O site tem "uma exclusiva interface visual" que dificulta a navegação
João Marcus05/01/2019 às 12h04

Quem está sendo processada é a empresa de Beyoncé, Parkwood Entertainment, por uma mulher cega, que afirma que o site da cantora não é acessível as pessoas com esse tipo de deficiência.

Mary Conner afirma que o site oficial da artista, viola a lei americana de acessibilidade, a Americans With Disabilities Act.

A mulher pede uma liminar que obrigue a empresa a tornar o site totalmente acessível e também exige uma indenização já que alega ter "sido alvo de discriminação ilegal".

"As pessoas com deficiência não conseguem acesso devido as páginas do endereço não estarem disponíveis e que desta forma não podem usufruir dos serviços oferecidos", afirma Mary.

Segundo a mulher, o site tem "uma exclusiva interface visual" que dificulta a navegação, a partir daí a pessoa precisa realizar as compras online com o auxílio de acompanhante com visão.

Também foram indicados a falta de menus acessíveis, não permitir usar o teclado no lugar do mouse e a ausência de links para navegação.

Os valores da indenização não foram divulgados.

@mirantefm #TodaSua

Leia outras notícias em mirantefm.com. Siga, também, a Mirante FM no Twitter, Instagram e curta nossa página no Facebook. Peça sua música por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99161-9696.

© 2019 - Todos os direitos reservados.