Negra Melodia

MC Marechal e Paula Porta falando do movimento Hip Hop no Maranhão

A dupla participou do último Plugado de 2018, na Mirante FM, em que destacaram o Festival Kebrada, realizado em dezembro, em São Luís.
Pedro Sobrinho / Jornalista01/01/2019 às 06h00
Pedro Sobrinho com Paula Porta e MC Marechal (Plugado)

O rapper carioca MC Marechal, acompanhado de Paula Porta, diretora do Centro Cultural Vale Maranhão (CCVM) e curadora do Festival Kebrada, participaram do último Plugado de 2018, no domingo (30/12), na Mirante FM.

No bate-papo com o jornalista Pedro Sobrinho, MC Marechal pontuou a sua vinda a São Luís pela primeira vez, onde destacou o contato com o folclore e a cultura Hip Hop do Maranhão.

Roda de Conversa

Ele participou do Conversa Aberta com a temática "Espírito Independente no Hip Hop", em que foi recebido pelos curadores MC Alcino e Costelo.

Natural de Niteroi (RJ), Marechal é um dos principais nomes do rap nacional e um dos pioneiros do estilo Freestyle no Brasil. Começou no Hip Hop influenciado por Racionais Mcs, Public Enemy e Gabriel Pensador.

É produtor musical desde 2000, venceu diversos duelos de MC´s, criou a Batalha do Real, na Lapa e a Batalha do Conhecimento, evento referência para os realizadores de batalhas de MC´s em todo o país.

Iniciou, em 2012, o Projeto Livrar, que distribui livros para o público após seus shows. Comanda o selo deRAP#VVAR(Vamos Voltar à Realidade) e o Projeto Hip Hop nas Escolas.]

Curadoria Compartilhada

Paula Porta comentou da importância do Festival Kebrada para o movimento do Hip Hop no Maranhão.

- Como uma das grandes expressões artísticas das periferias, o movimento Hip Hop é um exemplo da força transformadora da cultura. Seus artistas usam a rima, o som, o corpo e a tinta para se expressar de forma contundente e questionadora. Por isso, abrimos nossas portas para receber o Hip Hop durante um mês inteiro e chamamos figuras referenciais do movimento para fazer a curadoria da programação - Explica Paula Porta, curadora do CCVM.

Mc Alcino foi o curador da primeira semana, reunindo os artistas do Itaqui-Bacanga. Costelo foi o curador da segunda semana, reunindo artistas da Cidade Operária e algumas outras quebradas. Jonas e Glauciane Pires foram os curadores da terceira semana, reunindo os artistas da Divinéia.

Todos juntos programaram a última semana e convidaram artistas de fora, que vieram para trocar com os maranhenses: Mc Kdu dos Anjos (Belo Horizonte), Vitinho do Passinho (Belo Horizonte) e Mc Marechal (Rio de Janeiro).

Festival Intenso

O Kebrada, oficialmente lançado no dia 22 de novembro, segue até o dia 22 dezembro e conta com 60 artistas (locais e de outros estados), 31 shows, 4 apresentações de dança, grafitagem coletiva, 25 oficinas, 2 conversas abertas, 3 apresentações de dança e batalhas com premiação (rima, b.boy e passinho). Toda a programação é gratuita

Leia outras notícias em mirantefm.com. Siga, também, a Mirante FM no Twitter, Instagram e curta nossa página no Facebook. Peça sua música por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99161-9696.

© 2019 - Todos os direitos reservados.