Culinária

Festival com gastronomia, arte e inclusão social

A primeira versão do Festival Mercado das Tulhas ocorre de terça a quinta-feira, em vários lugares do Centro Histórico de São Luís.
Pedro Sobrinho/Jornalista27/08/2018 às 12h00
Pedro Sobrinho conversando com Guilhermina Cayres (Embrapa) e Júnior Ayoub (idealidador do Festival Mercado das Tulhas) (Marly Lobato Castro)

São Luís vai sediar um festival, que não apenas envolve comidinha gostosa, mas tem a função de agregar arte, ocupação de espaço de público e Responsabilidade Social. Clique aqui e saiba a programação.

A afirmação foi feita pelo Chef, Júnior Ayoub, idealizador do Festival Mercado da Tulhas, e Guilhermina Caires, pesquisadora da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), na edição desse domingo (26/8), no Plugado, na Mirante FM, sob o comando do jornalista Pedro Sobrinho.

Festival

Com o tema “Maranhão: Danças e Festas”, a primeira edição do Festival Mercado das Tulhas, evento gastronômico tem início nesta terça-feira (28/8) e vai até quinta-feira (30/8), no Mercado das Tulhas, Associação Comercial do Maranhão e Gran São Luís Hotel, todos no Centro histórico de São Luís, promete impulsionar a cultura, o turismo, a arte e a gastronomia maranhense.

É uma realização da Associação Maranhense de Artesãos Culinários – AMAC e conta com suporte técnico-científico da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, Instituto Federal do Maranhão – IFMA, Universidade Federal do Maranhão – UFMA e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI.

Segundo a pesquisadora da Embrapa Guilhermina Cayres, a parceria com a Embrapa propiciou o intercâmbio de conhecimentos entre as comunidades e os chefs, gerando receitas originais com produtos culinários genuinamente maranhenses que podem ser conferidas no Festival.

- Convidamos os chefs de cozinha para interagir com algumas comunidades rurais do Maranhão, de assentamentos agrários, quebradeiras de coco e comunidades quilombolas, por meio de oficinas, nas quais foram utilizados apenas ingredientes locais como base para os ‘pratos’. Esse encontro comprovou que é possível inovar nos cardápios e criar pratos deliciosos, criativos e nutritivos usando ingredientes típicos da cozinha maranhense - destaca.

O chef internacional de cozinha e presidente da AMAC, Júnior Ayoub, destaca o contribuição fundamental da Embrapa.

- As visitas às comunidades permitiu acessar alimentos não conhecidos pelos chefs, como arroz torrado e feijão biofortificado, além do desenvolvimento de novos projetos nesses locais. Também permitiu descobrir a transformação desses alimentos em produtos de valor agregado mediante técnicas de alta gastronomia. Esse é justamente o objetivo do evento: incentivar o potencial e as peculiaridades da culinária de origem maranhense, ríca por natureza, tornando-se um elo entre o produtor, a cozinha tradicional e o consumidor final, envolvendo também diálogos e trocas com a comunidade artística, o mercado turístico e demais interessada no tema - ressalta.

Comunidades

A Embrapa, com apoio econômico de parceiros, viabilizou a ida de 20 pessoas de comunidades rurais para participar do evento. De Anajatuba, virão quatro quebradeiras de coco; de Itapecuru-Mirim, dez assentados de reforma agrária; de Zé Doca e Alto Alegre, seis alunos e professores das Casas Familiares Rurais dos respectivos municípios.

Programação

A programação do Festival ocorrerá em vários espaços, como “Banquete de Palavras”, “No Balcão do Bar”, “Cozinha Show”, “Padaria Show”, “Fogo de Chão”, “A Casa das Tulhas, a Casa dos Chefs”, “Feira Criativa”, “Enchefs Maranhão” e Cine Gastrô”.

Nesses locais, haverá debates, palestras e compartilhamentos de experiências de chefs e especialistas em torno da ideia de utilização de ingredientes locais, como buriti, babaçu, castanha do Maranhão e muitas outras Plantas Alimentícias Não-Convencionais - PANCs. Confira a programação.

Durante o Festival, a Embrapa marcará presença no “Banquete de Palavras”, evento técnico com palestras, debates e lançamento de livros coordenado pela pesquisadora Guilhermina Cayres e pela professora Linda Rodrigues, da UFMA na manhã do dia 28 de agosto.

Nesse mesmo dia, no período da tarde, haverá a palestra sobre as Plantas Alimentícias Não-Convencionais – PANCs, a ser ministrada professora Mahedy Passos, da Universidade Federal de Roraima. À noite, será realizada a abertura oficial do evento, seguido por passeio gastronômico.

No último dia do evento, ocorrerá a final do concurso gastronômico profissional “Enchefs Maranhão”, que selecionará um chef para representar o Maranhão em uma das maiores premiações da gastronomia brasileira: o Prêmio Dólmã. Entre os chefs, vindos de vários locais do País, estão Angela Sicilia, Guga Rocha, Ro Gouvêa, Onildo Rocha, Flávia Quaresma , Ciça Roxo, Monica Rangel, Valdely Kinupp, Beto Bellini, Ivan Prado, Marco Antonio, Paulo Araujo, Isadora Fornari, Rivandro França, Cumpade João, Fred Cafarenna.

Saiba mais

Mercado das Tulhas ou Feira da Praia Grande é um dos principais pontos da história de São Luís. Sendo um dos principais locais de venda dos principais produtos da culinária maranhense, o mercado será um dos palcos da programação do Festival.

No coração da Praia Grande, bairro histórico de São Luís, o espaço está imponente, com seus atrativos, mostrando toda a beleza da construção datada do século XIX.

SERVIÇO:

O QUE: Festival Mercado das Tulhas
QUANDO: Dias 28, 29 e 30 deste mês, das 10h às 20h30
ONDE: Mercado das Tulhas e outros locais do Centro Histórico de São Luís

Leia outras notícias em mirantefm.com. Siga, também, a Mirante FM no Twitter, Instagram e curta nossa página no Facebook. Peça sua música por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99161-9696.

© 2019 - Todos os direitos reservados.