Música Instrumental

Festival BR-135 leva Música Instrumental para Praça Deodoro

O evento ocorre nesta sexta-feira (18/11) e sábado (19/11), com arte, cultura e o melhor da música instrumental contemporânea

Pedro Sobrinho/Jornalista

- Atualizada em 17/11/2022 às 23h41
Samambaia Jazz representando o Maranhão no Festival BR-135 Instrumental. Foto: Divulgação
Samambaia Jazz representando o Maranhão no Festival BR-135 Instrumental. Foto: Divulgação (Divulgação)

A segunda etapa do BR Instrumental 2022 traz uma seleção de atrações que mapeiam o Brasil contemporâneo ao som de tambores, sopros, guitarras e beats eletrônicos. Com patrocínio do Instituto Cultural Vale, por meio da lei federal de incentivo à Cultura, o festival volta à Praça Deodoro, centro histórico de São Luís (MA), nos dias 18 e 19 de novembro.

A programação reúne Nômade Orquestra, Aldo Sena, mestre Curica e o Clube da Guitarrada, Camarones Orquestra Guitarrística, Parahyba Ska Jazz, Layse e os Sinceros, Ema Stoned, Samambaia Jazz Trio, Vogue Performance com Maranhão Kunty, Sanfônicos, Tambor de Crioula Brinquedo de São Benedito e Blobo Afro Akomabu. E ainda a discotecagem de Las Pupilas Dilatadas, Doctor Reggae, Jorge Choairy e Nanny Ribeiro.

- Estamos de volta com o compromisso que assumimos, desde o início, que é o de ocupar o centro da cidade com arte e cultura da melhor qualidade e o nosso convite para o público mais bonito do Brasil é para chegar junto, abraçar a praça, cuidar do nosso patrimônio e fortalecer essa troca de saberes entre artistas de vários cantos do país, de gerações diversas em um retrato lindo da cena da música instrumental na atualidade - afirma Luciana Simões, da dupla Criolina, que dirige o festival ao lado de Alê Muniz.

Com palco montado próximo à Biblioteca Pública Benedito Leite, o festival ocupará boa parte da praça com espaços integrados para comercialização de lanches, brechós, sebos de livros e vinis, comércio de artesanato e outros produtos ligados ao universo da arte. Para esta edição a feirinha conta com a presença da Rede de Mulheres do Maranhão e Feira Pertinho de Casa.

A Rede Mulheres do Maranhão é formada por mais de 200 empreendedoras, empreendedores e quebradeiras de coco babaçu que atuam em diferentes setores, como fabricação de doces, mel, confecção de roupas, beneficiamento e quebra do coco babaçu, castanha de caju, panificação, cultivo de verduras e legumes. E a Feirinha Pertinho de Casa, plataforma que aproxima empreendedores dos consumidores e está presente em todo o país.

- A estrada do som que a gente vem pavimentando há alguns anos tem o propósito de ser uma ponte que liga São Luís ao mapa cultural do país, aproximando e promovendo o diálogo entre artistas, público e território, apresentando a nossa cultura popular, a nossa música e abrindo os braços para receber outras linguagens e sons. O BR Instrumental é a festa do som, a celebração da música que vai além das palavras - diz Alê Muniz.

Além da programação musical, esta edição do BR Instrumental conta com oficinas de sopro, ministrada pela Nômade Orquestra especialmente para os músicos da Banda do Bom Menino, e outra de produção cultural, ministrada pelo produtor Anderson Foca (Festival Sol – RN), para alunos do IEMA Centro.

Os produtores do Festival Sol, Anderson Foca e Ana Morena, participam de uma roda de conversa sobre o mercado da música independente, no Casarão Tech, parceria do festival com a Secretaria de Ciência e Tecnologia do Maranhão (SECTI). Além dos grupos preferenciais, as atividades estão abertas ao público, com vagas limitadas.

Estrada do som

O BR Instrumental é um braço do Festival BR135, que nasceu com a proposta de ocupar a cidade com shows e performances, principalmente as ruas e praças do centro histórico, oferecendo programação gratuita e aberta a todos os públicos.

Desde a sua primeira edição, no extinto Circo da Cidade, em 2012, o Festival BR 135 cresceu e vem buscando a cada ano novos espaços e formas de trazer ao público o melhor da música independente. Um festival que se realiza nos palcos e, por meio do Conecta Música, nos painéis, oficinas e rodas de conversa, além das melhores experiências nos ambientes de mercado, tanto para os artistas locais, produtores e realizadores convidados, quanto para os artistas locais e empreendedores da economia criativa.

PROGRAMAÇÃO

18 de novembro

18h - DJ Jorge Choairy (MA)
18h30 - DJ Doctor Reggae (SP)
19h30 - Bloco Afro Akomabu (MA)
20h - Sanfônicos (MA)
20h40 - Vogue Performance com Maranhão Kunty (MA)
21h - Ema Stoned (SP)
22h - Camarones Orquestra Guitarrística (RN)
23h - Nômade Orquestra ‘Na Terra das Primaveras’ (SP)

19 de novembro

18h - DJ Nanny Ribeiro (MA)
18h30 - Las Pupilas Dilatadas (MA)
19h30 - Tambor de Crioula Brinquedo de São Benedito (MA)
20h - Samambaia Jazz Trio (MA)
21h - Layse e os Sinceros (PA)
22h - Parahyba Ska Jazz Foundation (PB)
23h - Aldo Sena + Mestre Curica + Clube da Guitarrada (PA)

 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.